Time chinês sonha com Ronaldinho e Maradona como reforços

Os dois são cogitados pelo Beijing Guam, time que já enfrentou o Barcelona, como cogita jornal espanhol

Ansa

09 de abril de 2008 | 11h44

Ronaldinho Gaúcho está na mira até mesmo de um clube chinês. O Beijing Guam, que já foi rival do Barcelona e do Real Madrid em jogos no continente asiático, estaria interessado na compra do craque brasileiro.Segundo o jornal esportivo espanhol Marca, um representante do time chinês entrou em contato com o irmão e empresário de Ronaldinho, Roberto de Assis, a fim de propor um contrato com salário superior aos 8 milhões de euros anuais que o jogador recebe atualmente do Barcelona.Roberto não negou a oferta e deverá se encontrar novamente com o representante espanhol do time chinês ainda nesta semana. Um dos temas mais importantes seria o tipo de contrato, que pode ser organizado com uma vinculação de Ronaldinho por meses (o que facilitaria sua volta ao futebol europeu em pouco tempo), ou por temporadas.O interesse do Beijing Guam pelo atacante estaria inserido em um amplo projeto de contratações, que traria também um treinador de renome internacional ao clube asiático. Segundo o jornal espanhol, os chineses estariam pensando no argentino Diego Armando Maradona.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.