Time da Costa Rica é bom e barato

Valor de mercado de todo time da Costa Rica é menor que o de jogadores como Hulk, Suárez, Balotelli ou Diego Costa

Daniel Batista - Enviado especial a Recife, O Estado de S. Paulo

23 de junho de 2014 | 05h00

Maior zebra da Copa do Mundo até aqui, a Costa Rica mostra que é possível adotar a tática do bom e barato até em uma Copa do Mundo. Mesmo diante de craques valiosos como Cavani, Luís Suárez e Mario Balotelli, os "Ticos", como a torcida chama os jogadores da seleção, garantiu a classificação para as oitavas de final mesmo com um elenco que vale menos do que 51 jogadores que estão disputando o Mundial.

Os três jogadores citados acima, por exemplo, têm, sozinhos, um valor de mercado maior do que os 23 convocados pelo técnico Jorge Luis Pinto. Segundo o site transfermarket, especializado em negociações do mundo da bola, Cavani vale  60 milhões, Suárez custa  52 milhões e o italiano Balotelli vale  30 milhões. Enquanto isso, é possível comprar todo o time caribenho por apenas  29,625 milhões.

E a lista de atletas mais valiosos que o time da Costa Rica poderia ser ainda maior, já que sete jogadores aparecem na lista do site , mas não estão na Copa por motivos diversos. Falcao Garcia, da Colômbia ( 60 milhões), Ribery, da França ( 42 milhões) e Thiago Alcântara, da Espanha ( 30 milhões), estão machucados. Já Gareth Bale, do País de Gales ( 80 milhões), Robert Lewandowski, da Polônia ( 50 milhões) e David Alaba, da Áustria ( 32 milhões) não se classificaram para o mundial.

O único da lista que vale mais que a Costa Rica e que não está no Mundial por opção do treinador é o brasileiro Lucas, do PSG, da França. Ele custa  33 milhões.

Na Costa Rica, o atleta mais valioso é o atacante Bryan Ruiz, autor do gol da vitória sobre a Itália. Seu valor de mercado é de  8 milhões, número pouco expressivo no cenário mundial. Para se ter uma ideia, quatro jogadores que atuam no futebol brasileiro valem mais que o astro costa-riquenho: Leandro Damião ( 16 milhões), Nicolás Otamendi ( 12 milhões), Alexandre Pato ( 10 milhões) e Dedé ( 9 milhões). O segundo mais valiosos do time sensação da Copa é o atacante Joel Campbell, que tem valor de mercado de  5 milhões.

Outro fato curioso é que nenhum atleta da equipe caribenha atua em um grande clube europeu. Os dois melhores neste sentido são justamente Bryan Ruiz, que joga no PSV, da Holanda, e Campbell, que disputou a última temporada pelo Olympiacos, da Grécia, mas pertence ao Arsenal – o técnico Arsène Wenger já disse que pretende contar com ele. O zagueiro Giancarlo González, por exemplo, que jogou muito bem nas duas partidas disputadas no Mundial, joga no Columbus Crew-EUA e custa apenas  600 mil.

VALORIZAÇÃO

A tendência é que após o Mundial, os jogadores da Costa Rica sejam mais valorizados. Até por isso, nos últimos dias muitos jogadores passaram a ser assediados por clubes europeus e o grande desafio do técnico Jorge Luis Pinto é fazer com que toda a badalação e especulações não atrapalhem o desempenho da equipe, que nesta terça-feira joga contra a Inglaterra, no Mineirão. O goleiro Keylor Navas, que custa  4 milhões, está sendo um dos mais cobiçados. Atualmente, ele defende o Levante e foi eleito o melhor goleiro do Campeonato Espanhol na temporada. O Porto, de Portugal, é um dos interessados, e ele estava na lista do Barcelona, que acabou contratando o chileno Claudio Bravo.

Algo que pode dificultar a possibilidade dos costa-riquenhos passarem a ter destaque no futebol europeu é a idade. O elenco, no geral, é bem experiente e a média de idade é de 27 anos. O mais jovem do elenco é justamente Campbell, que tem 22 anos. Entre os destaques, Bolãnos tem 30 anos, Bryan Ruiz soma 28, Navas aparece com 27 e González tem 26.

Mais do que o crescimento na carreira, a equipe de Jorge Luis Pinto já fez história. A última vez que a Costa Rica havia se classificado para as oitavas de final de um Mundial foi na Copa de 1990, na Itália. 

NÚMEROS

Valor de cada jogador da Costa Rica (em euros):

Bryan Ruiz (PSV-HOL) - 8 milhões

Joel Campbell (Olynpiacos-GRE) 5 milhões

Keylor Navas (Levante-ESP) - 4 milhões

Celso Borges (AIK Solna-SUE) 1,5 milhão

Oscar Duarte (Club Brugge-BEL) 1,5 milhão

Michael Barrantes (Aalesunds-NOR) 1,3 milhão

Christian Bolanos (Copenhagem - DIN) - 1 milhão

Junior Diaz (Mainz-FRA) 1 milhão

Cristian Gamboa (Rosemborg-NOR) - 1 milhão

Giancarlo González (Columbus Crew-EUA) - 600 mil

Yeltsin Tejeda (Saprissa-CRC) - 550 mil

Roy Miller (New York Red Bulls-EUA) - 500 mil

Patrick Pemberton (Alajuelense-CRC) - 500 mil

Diego Calvo (Valerenga-NOR) - 400 mil

Marcos Urena (Kuban Krasnodar-RUS) - 400 mil

Oscar Granados (Herediano-CRC) - 350 mil

Jose Cubero (Herediano-CRC) - 350 mil

Waylon Francis (Columbus Crew-EUA) - 350 mil

Dave Myrie (Herediano-CRC) - 300 mil

Michael Umana (Saprissa-CRC) - 275 mil

Daniel Cambronero (Herediano-CRC) 250 mil

Randall Brenes (Cartagines-CRC) 250 mil

Johnny Acosta (Alajuelense-CRC) 250 mil

 

Alguns dos jogadores que valem mais que todo o time da Costa Rica:

Messi (Argentina) - 120 milhões

Cristiano Ronaldo (Portugal) - 100 milhões

Neymar (Brasil) - 60 milhões

Iniesta (Espanha) - 55 milhões

Pogba (França) - 45 milhões

Juan Mata (Espanha) - 40 milhões

James Rodriguez (Colômbia) - 35 milhões

Isco (Suíça) - 35 milhões

Diego Costa - 35 milhões

Witsel (Bélgica) - 35 milhões

Oscar (Brasil) - 34 milhões

João Moutinho (Portugal) - 30 milhões

Mandzukic (Croácia) - 30 milhões

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.