Divulgação/Guangzhou Evergrande
Divulgação/Guangzhou Evergrande

Time de Felipão na China leva Paulinho por R$ 49 milhões

Volante vinha tendo poucas chances de jogo no Tottenham

Estadão Conteúdo

29 de junho de 2015 | 11h22

O volante Paulinho vai voltar a trabalhar com o técnico Luiz Felipe Scolari, mas agora na China. Nesta segunda-feira, o Guangzhou Evergrande, que recentemente contratou o treinador da seleção brasileira nas Copas do Mundo de 2002 e 2014, anunciou a chegada do ex-corintiano, que estava no Tottenham.

Em seu site oficial, ao anunciar a contratação de Paulinho, o Guangzhou Evergrande explicou que vai desembolsar 14 milhões de euros (aproximadamente R$ 49 milhões). O valor, portanto, é inferior aos 20 milhões de euros (R$ 70 milhões) que o Tottenham desembolsou para tirar o volante do Corinthians há dois anos.

A queda no "preço" do jogador tem relação direta com a passagem apagada de Paulinho pelo Tottenham. O volante chegou ao clube inglês apoiado pelas ótimas atuações nas conquistas dos títulos da Copa Libertadores e do Mundial de Clubes de 2012, pelo Corinthians, e da Copa das Confederações de 2013, pela seleção brasileira, mas não conseguiu manter o bom desempenho e acabou sendo relegado ao banco de reservas do Tottenham.

Paulinho vestirá a camisa de número 48 anos do Guangzhou Evergrande e vai assinar um contrato por quatro temporadas. Lá, ele terá a companhia dos atacantes brasileiros Elkeson, Alan e Ricardo Goulart, e do volante René Júnior, que recentemente teve a sua saída especulada.

Além disso, claro, será dirigido por Felipão, que o convocou para a Copa das Confederações de 2013 e a Copa do Mundo de 2014. Agora, tentará levar o time ao quinto título seguido do Campeonato Chinês - está em terceiro lugar.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGuangzhou EvergrandePaulinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.