Divulgação
Divulgação

Time de Kaká nos Estados Unidos detalha projeto de seu estádio

Arena do Orlando City terá capacidade de 25,5 mil lugares

O Estado de S. Paulo

31 de julho de 2015 | 18h53

Depois de começar na MLS, liga profissional de futebol dos Estados Unidos, com Kaká como grande atrativo, o Orlando City divulgou nesta sexta-feira detalhes do seu estádio, que está sendo construído na região central de Orlando, na Flórida.

"Estamos orgulhosos em revelar as mais recentes ilustrações da nossa casa no centro da cidade", disse o proprietário do Orlando City, Flávio Augusto da Silva. "Esse estádio 100% privado será uma obra de arte para nosso clube e nossos torcedores. Criará também mais empregos para a comunidade local e terá impacto econômico significativo para a cidade de Orlando e comunidades da região. Esperamos sediar o primeiro jogo no novo estádio no segundo semestre de 2016."

Antes de sair do papel, o estádio causou controvérsias na cidade. Dos US$ 110 milhões (R$ 271,48 milhões) que custará a arena, US$ 50 milhões (R$ 123,33 milhões) serão da prefeitura de Orlando, enquanto o restante será bancado pelo brasileiro dono do clube.

O uso do dinheiro público para a compra das 20 parcelas necessárias para a aquisição do terreno provocaram a ira de parte da população, mas com a argumentação do número de empregos e do legado para a Copa, Flávio foi bem aceito pela comunidade, com aval da Justiça.

Entre a novidades da arena estão: Teto nas quatro faces de arquibancadas, 31 suítes, incluindo uma supersuíte com capacidade para 90 pessoas e outra para 59 convidados, além de uma área VIP de 780 metros quadrados.

O clube também deu início às vendas dos boletos de ingressos de temporada para o ano de 2016. Com o aumento da capacidade do novo estádio, de 20 para 25 mil lugares, 18 mil carnês de temporada foram disponibilizados. Após a renovação dos 14 mil boletos atuais e a confirmação dos cerca de 2 mil candidatos que aguardam na lista de espera, restarão 2 mil boletos à venda para 2016.

Enquanto sua própria arena não fica pronta, no entanto, o Orlando City manda os jogos de sua primeira temporada na MLS  no Citrus Bowl.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.