Time de Leão anima torcedor paulista

A estratégia do técnico Leão de convocar uma seleção de maioria paulista, especialmente jogadores do Corinthians, já surtiu pelo menos um efeito positivo: alavancar a venda de ingressos para o jogo contra o Peru, na noite desta quarta-feira. No Estádio do Morumbi, local da partida e um dos pontos de venda, o movimento foi grande durante toda esta terça-feira. A fila em frente aos guichês chegava a quase 100 metros de extensão. Nos outros postos - Pacaembu, Parque Antártica, Parque São Jorge e Canindé - o movimento era um pouco menor, porém, constante.Segundo a Federação Paulista de Futebol, foram colocados à venda 80 mil bilhetes com preços entre R$ 10 e R$ 50. A entidade não divulgou o volume já comercializado, garantiu apenas que nenhum setor estava esgotado. Nesta quarta-feira, as vendas nos 5 postos, serão iniciadas às 9 h, com encerramento às 17 h. A exceção é o Morumbi, onde as bilheterias vão funcionar até o final dos ingressos.Como sempre os cambistas cobram preços absurdos. Um deles garantia na porta do Pacaembu, que já tinha comprado 100 bilhetes para a arquibancada azul e os pretendia vender pelo dobro do preço no dia do jogo. De cada 10 torcedores que foram aos postos de venda pelo menos 5 eram corintianos. Animados eles arriscavam palpites. A Vitória da Seleção Brasileira era a aposta unânime, assim como o gol de Ewerthon - revelação do time comandado por Wanderley Luxemburgo.Em contraste com a euforia dos torcedores estava o desânimo dos ambulantes. Acuados pela fiscalização, eles reclamavam também da falta de interesse do público. Um vendedor, que não quis se identificar, disse que em 8 horas de trabalho, vendeu apenas uma camisa da Seleção a R$ 10. "Em 94, quando o Brasil participava da Copa do Mundo, nos Estados Unidos, cheguei a vender centenas num único dia" reclamava. "Acho que o povo já não liga mais tanto para futebol, ou então foi a concorrência que aumentou".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.