Time de Pelé troca Santos por Guarujá

Edson Arantes do Nascimento, Pelé, está de malas prontas e deve levar seu Litoral e a escolinha de futebol para o Guarujá Futebol Clube. Nesta segunda-feira, ele praticamente fechou acordo com o prefeito Farid Madi (PTB) para receber uma área de 21 mil metros quadrados para instalar o centro de treinamento e permitirá, em contrapartida, o uso de sua marca na divulgação da cidade no mundo todo.O prefeito estava animado e disse que faltavam apenas alguns detalhes para a assinatura do acordo, entre eles a aprovação pela câmara de vereadores. "Guarujá vai ter em parceria com Pelé uma escolinha em que poderemos dar oportunidade a jovens carentes e ele cederá sua imagem para que possamos divulgar Guarujá", disse Farid Madi, pensando no desenvolvimento da atividade turística.Para ele, "o percentual de possibilidade é de 99%", disse. Segundo o prefeito, Guarujá é a cidade que possui o maior número de campos de futebol de várzea, cerca de 45, todos de propriedade da prefeitura. Dessa maneira, não haverá custos de desapropriação de áreas.O plano prevê a instalação de três campos oficiais e dois de futebol society e os alojamentos necessários para hospedar os jovens atletas estrangeiros que irão aprender a jogar futebol na escolinha de Pelé.MUSEU - O Litoral Futebol Clube está instalado num grande terreno no bairro da Aparecida, em Santos. O local irá abrigar o Museu Pelé, cujas obras serão iniciadas no ano que vem. Com isso, Pelé passou a procurar terreno nas cidades da região. Ele disse que em Santos "não tem espaço para fazer a escolinha como queremos, com alojamento para trazer equipes de fora e jovens atletas".Pelé revelou que, se tudo der certo, as obras do Museu serão iniciadas no ano que vem. Com todos esses problemas políticos no Brasil, não sabemos se as coisas vão continuar do mesmo jeito". De qualquer forma, o time e a escolinha terão de sair do local onde estão funcionando atualmente.Guarujá surgiu como a melhor opção e, se depender de Pelé, já está tudo certo. "O prefeito disse que gostaria de usar a marca Pelé para divulgar a cidade no Brasil e no exterior e eu falei: tudo bem, desde que a gente traga a escolinha para cá. Então, o 1% que falta é da parte da prefeitura". Como a parceria terá de ser aprovada pela câmara, Pelé pediu, bem humorado: "Faço aniversário dia 23 de outubro e poderia receber esse presente". O prefeito Farif Madi não vê problema nessa aprovação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.