Time do São Paulo vai mudar bastante

A diretoria do São Paulo concluiu, após a derrota para o River Plate por 3 a 1, na primeira semifinal da Copa Sul-Americana, que o time precisaria ser bastante reforçado para a Libertadores, se quisesse ter algum sucesso. Dito e feito. Menos de uma semana após o fim do Campeonato Brasileiro, o clube já anunciou a contratação de seis atletas e do técnico Cuca. A maioria chega para ser titular e, assim, o torcedor vai estranhar a cara do time nos primeiros jogos de 2004, pois será bem diferente do que terminou a temporada. Haverá alterações na zaga, no meio-de-campo e no ataque.Juvenal Juvêncio, diretor de futebol do São Paulo, declarou que todas as contratações de urgência já foram feitas. "Liqüidamos o assunto", avisou. E disse que o que vier pela frente será para complementar o elenco. Mais dois jogadores podem aparecer no Morumbi nas próximas semanas. A prioridade é um volante e o favorito é Tinga, que está se desvinculando do Grêmio. Um atacante também está na mira. Caio, do Paraná, foi pedido por Cuca.Concluídas as principais negociações - e se nada de anormal ocorrer até o início do Campeonato Paulista -, o time terá Rogério Ceni no gol e Cicinho, que estava no Atlético-MG, na lateral-direita. Gabriel ficará como reserva e Leonardo Moura foi embora. A dupla de zaga deverá ser formada por Lugano e, possivelmente, Fabão, ex-Goiás. Outros dois, Jean e Rodrigo, ex-Ponte Preta, poderão revezar com os titulares. Gustavo Nery voltará à lateral-esquerda.Tinga será o primeiro volante, caso acerte a transferência para o Morumbi. Na teoria, Fábio Simplício seria o outro marcador do meio, mas Ricardinho também pode atuar como segundo volante. Danilo, trazido do Goiás, Vélber, do Paysandu, ou o próprio Ricardinho brigariam por outras duas vagas na armação. Souza seria suplente. No ataque, o favorito para formar dupla com Luís Fabiano é Grafite. Diego Tardelli ficará como opção para a reserva.Apesar do elevado número de reforços, a diretoria fez as contas e chegou à conclusão de que a folha de pagamento não sofrerá aumento. A explicação é simples. Nenhum medalhão, com salário alto, foi contratado. E muitos atletas saíram, como Carlos Alberto, Fabiano e Leonardo Moura.Impasse - O Atlético-MG tenta cancelar o acerto de Cicinho com o São Paulo. O clube entrou com recurso na Justiça, em Belo Horizonte, pedindo R$ 6 milhões para liberar o lateral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.