Divulgação/FIGC
Divulgação/FIGC

Time é excluído da 3ª divisão da Itália após perder por 20 a 0 para evitar W.O.

Em crise financeira, equipe escala somente sete jogadores com idades entre 17 e 19 anos

Redação, Estadão Conteúdo

18 de fevereiro de 2019 | 15h54

A Federação Italiana de Futebol (FIGC) anunciou nesta segunda-feira a exclusão do Pro Piacenza da terceira divisão nacional. A decisão aconteceu apenas um dia depois da equipe ser atropelada por 20 a 0 pelo Cuneo, em jogo no qual, para evitar o W.O., entrou em campo com apenas sete jogadores.

Enfrentando graves dificuldades financeiras e sem atletas disponíveis no elenco principal, o Pro Piacenza perdeu três partidas consecutivas da competição por W.O.. Para evitar a quarta derrota por este motivo, que resultaria em sua exclusão da competição automaticamente, de acordo com o regulamento, escalou no domingo um time com apenas sete jogadores, todos nascidos entre 2000 e 2002.

Oito garotos com menos de 20 anos se apresentaram para a partida, mas um deles esqueceu os documentos de sua licença para atuar, o que fez com que só entrasse em campo aos 15 minutos do segundo tempo. A situação era tão precária que um dos jovens foi inscrito no momento da partida como treinador.

Diante deste cenário, o Piacenza levou 16 gols apenas no primeiro tempo. Na etapa final, os jogadores do Cuneo diminuíram o ritmo e, ainda assim, marcaram mais quatro vezes para selar o resultado.

O presidente da FIGC, Gabriele Gravina, classificou o ocorrido como uma "vergonha para o esporte" e afirmou que era necessário "acabar com esta farsa". A organização do campeonato decidiu modificar o resultado da partida para uma vitória por 3 a 0 do Cuneo sobre o Pro Piacenza, que, além da exclusão, terá de pagar uma multa de 20 mil euros (cerca de R$ 84,4 mil).

Por mais que faça parte do cenário profissional do futebol italiano, a terceira divisão nacional sofre com as dificuldades financeiras. Na semana passada, o Matera foi excluído da competição por perder quatro partidas por W.O., em meio à greve dos jogadores por falta de pagamento.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato Italiano de Futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.