Time está exausto, justifica Parreira

O técnico da Seleção Brasileira, Carlos Alberto Parreira, disse que vai levar em conta o condicionamento físico dos jogadores na hora de escalar a equipe para a próxima partida do Brasil na Copa das Confederações, contra a Alemanha, no sábado, em Nuremberg."Eles estão exaustos. O Kaká, por exemplo, vem de uma longa temporada no Milan, com Campeonato Italiano e Liga dos Campeões, e está há quase 25 dias sem folga. Não é só físico, mas também mental."Para tentar recuperar o condicionamento físico dos jogadores, a palavra de ordem do técnico da Seleção é "descanso absoluto"."Acho que um time mais descansado, mais treinado, pode render mais. Sei que muitos jogadores não estão rendendo o que costumam render em seus times. A palavra agora é recuperação."Dentro do plano de preparação para o jogo contra a Alemanha, a Seleção não vai treinar na quinta-feira. Os jogadores farão apenas exercícios físicos.AlemanhaSobre o próximo adversário do Brasil, Parreira diz que a partida vai ser "muito difícil"."Esta competição é muito importante para a Alemanha. Levam também a vantagem de ter um dia a mais de descanso do que nós. Mesmo no grupo que está aqui, alguns atletas estão desgastados, sentindo dores musculares."A Seleção Brasileira viaja na noite de quinta-feira para Nuremberg.Sobre o jogo contra o Japão nesta quarta-feira, que terminou empatado em 2 a 2 e garantiu a classificação do Brasil para as semifinais da competição, Parreira disse que não correu riscos ao colocar uma equipe mista em campo."Foi um risco calculado. Tinha que testar jogadores como Cicinho, Gilberto ou Léo, por exemplo. Não acho que corremos riscos porque o Japão só conseguiu empatar no final da partida."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.