Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Time mineiro revela que quer contratar goleiro Bruno, ex-Flamengo

Boa Esporte, de Varginha, afirmou ter interesse no jogador assim que ele deixar a prisão

Agência Estado,

23 de fevereiro de 2013 | 16h17

VARGINHA - Depois de alguns clubes negarem veementemente o desejo em contar com o goleiro Bruno quando ele sair da prisão, o Boa, time de Varginha, interior de Minas Gerais, resolveu revelar publicamente o interesse em contratar o presidiário. Neste sábado, o presidente do clube, Rone Moraes da Costa, escreveu nota no site oficial para revelar a vontade.

De acordo com o Boa, a diretoria informou ao advogado do jogador, Tiago Lenoir, que há o interesse em contar com Bruno, "desde que não exista óbice legal para tanto, em especial quanto à sua liberdade de ir e vir, imprescindível para os treinos, jogos, concentrações e viagens que fazem parte da rotina de trabalho de um atleta profissional de futebol", diz a nota.

Bruno ainda sequer foi julgado pela morte de Eliza Samúdio, em 2010. O julgamento dele e da sua ex-mulher, Dayane Rodrigues, está marcado para o próximo dia 4 de março. Ele deveria ter ido a júri popular em novembro, mas usou de diversas manobras jurídicas, conseguindo o desmembramento do julgamento.

O goleiro está preso no Complexo Esportivo Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Uma rebelião paralisou o presídio entre quarta-feira e a noite desta sexta, mas a situação já foi controlada.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrunoBoa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.