Lee Smith/Reuters
Lee Smith/Reuters

Times ingleses vão receber dinheiro adiantado para ajudar em problemas de caixa

Organizadora do torneio nacional vai realizar pagamento de premiações e de direitos de transmissão

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de abril de 2020 | 12h36

Os clubes do Campeonato Inglês, apesar de ricos, não estão imunes aos reflexos da pandemia do novo coronavírus. Com a competição interrompida por tempo indefinido, as equipes estão sofrendo com seus caixas. Com isso em vista, a Premier League anunciou que vai adiantar valores para auxiliar no momento de dificuldade financeira.

Os pagamentos serão relacionados ao adiantamento de premiações do Campeonato Inglês, de acordo com a posição de cada equipe, além de direitos de transmissão. Os 20 clubes concordaram com o financiamento para lidar com a falta de renda enquanto o torneio nacional está paralisado. Os pagamentos giram em torno de R$ 127 milhões (20 milhões de libras).

A liberação parcial das premiações por posição é um prêmio em dinheiro que os clubes já receberiam normalmente, enquanto que as outras taxas se referem a quantas partidas cada time tinha participado em transmissões de TV ao vivo. As equipes ainda vão receber parte de seus fundos para a próxima temporada nos próximos meses.

O acordo para os adiantamentos desta temporada, divulgado pelo The Times e pela BBC, foi decidido pelas entidade em assembleia geral ocorrida na semana passada. Com o Campeonato Inglês paralisado e sem ainda previsão de retorno, terá de haver ajustes com relação a esses pagamentos no fim da competição conforme as posições finais na tabela de classificação.

De acordo com a BBC, o montante de dinheiro que está sendo liberado é cuidadosamente calculado, baseado nos problemas financeiros que cada equipe tem passado e com base no pior cenário possível, caso as emissoras peçam reembolso se os eventos esportivos restantes não forem realizados e, consequentemente, não transmitidos.

A Premier League, entidade que organizado o torneio nacional da Inglaterra, já compreendeu que pode ter um prejuízo de 762 milhões de libras em renovações no direito de transmissão caso caso a temporada não seja concluída.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.