Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Tinga espera suprir ausência dos meias no Palmeiras

Com a lesão muscular na coxa direita de Lincoln e com Valdivia ainda se recuperando a forma física, o Palmeiras não poderá contar com seus dois principais meias para o confronto diante do Ituano, nesta quinta-feira, em Piracicaba, pela segunda rodada do Paulistão. Diante disso, a armação das jogadas do ataque palmeirense deverá ficar por conta do volante Tinga, que não tem a responsabilidade.

AE, Agência Estado

17 de janeiro de 2011 | 17h02

"Já joguei muitas vezes mais avançado no setor de meio-campo e posso fazer isso perfeitamente. Claro que não posso ser comparado ao Valdivia e ao Lincoln, que são dois dos principais meias do País, mas sinto que posso exercer essa função e ajudar o Felipão e o elenco para quando for necessário", declarou Tinga.

Na primeira rodada do Campeonato Paulista, em jogo realizado no último sábado, o Palmeiras ficou apenas no empate sem gols diante do Botafogo. A atuação gerou críticas da torcida, que vaiou a equipe ao término da partida e pediu a contração de novos jogadores. Para Tinga, esta cobrança é normal e terminará com a conquista de bons resultados.

"Sei que a torcida está cansada desse discurso, mas o campeonato está apenas começando. A gente entende a agonia do torcedor, ano passado foi muito sofrido para todos. Mas o Palmeiras é muito grande e queremos levar o time ao lugar que ele merece", afirmou o jogador, que chegou ao clube na temporada passada - veio da Ponte Preta.

De acordo com Tinga, o desempenho palmeirense melhorará nas próximas partidas. "Tenho certeza que vamos crescer. Não é desculpa, mas o time ainda está se encontrando na parte física e técnica. Vamos procurar conversar mais e ter tranquilidade para conseguir os resultados. O nosso time é bom, tem qualidade, e a partir do instante que tivermos mais encorpados, podemos voltar a ser competitivos", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.