Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

'Tinha de estar lá para resolver', diz Ronaldo sobre derrota do Brasil

Fenômeno leva com bom humor o resultado negativo da seleção contra a Argentina

RAFAEL VERGUEIRO, estadão.com.br

17 de novembro de 2010 | 20h17

SÃO PAULO - A principal preocupação de Ronaldo neste momento é levar o Corinthians ao título do Campeonato Brasileiro. No entanto, ele não esquece a seleção brasileira. Ao ser informado da derrota da equipe por 1 a 0 diante da Argentina em amistoso nesta quarta-feira em Doha, no Catar, reagiu de forma bem humorada. "Eu tinha que estar lá para resolver".

Veja também:

linkMessi marca e Argentina vence o Brasil

linkSem cinco titulares, Tite começa a preparar Corinthians

linkVitória treina sem Ramon e Uelliton

O Fenômeno não defende o Brasil desde 2006, quando foi eliminado junto com o time pela França nas quartas de final da Copa do Mundo da Alemanha. Aos 34 anos, não tem praticamente mais nenhuma chance de voltar a defender a camisa amarela, mas tem um belo histórico na equipe nacional. Venceu dois Mundiais, em 1994 (EUA) e 2002 (Coreia do Sul e Japão), e é o maior artilheiro da história das Copas, com 15 gols.

Brasileirão. Agora, Ronaldo só pensa na competição nacional. Apesar de não ter disputado boa parte do campeonato, tem sido fundamental para o Corinthians nesta reta final, e é quase certo que estará em campo nos últimos três jogos - se ganhar os três, o clube do Parque São Jorge levanta o troféu.

Para o confronto do próximo domingo, às 17 horas, diante do Vitória em Salvador, o atacante já tem uma estratégia montada para suportar o calor intenso da Bahia. Segundo o departamento médico do Corinthians, o Fenômeno vai tomar muita água de côco durante todo o dia (mais de três litros) e utilizará toalhas molhadas para se refrescar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.