Kevin Lamarque/Reuters
Kevin Lamarque/Reuters

Tio de Rafael Nadal diz que teria sido menos duro com sobrinho

Em documentário sobre sua trajetória, Toni Nadal fala sobre o tenista número 1 do mundo

EFE

25 de fevereiro de 2011 | 15h24

PALMA - Toni Nadal, tio e treinador do tenista Rafael Nadal, número um do mundo, destacou hoje na apresentação de um documentário da televisão pública de Baleares IB3, do qual ele é o protagonista, a "luta e o sacrifício" de seu sobrinho para alcançar o topo do Tênis.

 

"Quando Rafael era pequeno, já tinha um forte compromisso de trabalho. Ele era responsável por seus atos, sabia que tinha que lutar para ser um bom jogador no futuro e isso implicava sacrifícios", disse Toni Nadal em uma coletiva de imprensa, depois da apresentação do documentário de 52 minutos.

 

No vídeo, Toni Nadal confessa : "Se pudesse voltar atrás, teria sido menos duro (com Rafael)". Ele faz referência aos métodos empregados para educar esportivamente o pupilo e sobrinho.

As imagens, reproduzidas hoje no Centro Cultural Fundação Sa Nostra, reúnem declarações do próprio Rafael Nadal, de seu pai (Sebastián), do tio e segundo treinador do Mallorca (Miguel Angel Nadal), do tenista Carlos Moyá, dos técnicos de tênis Jofre Porta e Francis Roig e do técnico do FC Barcelona, Josep Guardiola, entre outros.

 

Guardiola, que amanhã vai comandar o Barcelona na partida contra o Mallorca em Son Moix, afirma no documentário dirigido pelo jornalista David J. Nadal, que o que mais gosta em Toni é o valor educativo: "É o que eu mais admiro, já que nem tudo é ganhar ou perder".

 

E destaca: "A única coisa que reprovo nele é que não tenha conseguido mudar a cabeça de seu pupilo (Rafael torce para o Real Madrid). Mas nunca é tarde, não é?"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.