Alex Silva/AE
Alex Silva/AE

Tirone pede compreensão e apoio da torcida palmeirense e confirma Ayrton

Em coletiva desta terça-feira, presidente afirmou que quer torcida junto com o clube na Série B

DANIEL BATISTA, Agência Estado

20 de novembro de 2012 | 19h13

SÃO PAULO - O presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, apareceu na Academia de Futebol nesta terça-feira, na reapresentação do elenco depois do rebaixamento para a Série B, e concedeu entrevista coletiva antes de se reunir com o técnico Gilson Kleina e com o gerente de futebol Cesar Sampaio para discutir a reformulação do time.

O dirigente aproveitou o espaço para pedir o apoio e a compreensão dos palmeirenses. De acordo com ele, o torcedor deve ser amigo do clube e, por isso, fechar os olhos para os defeitos.

"Entendo o sofrimento da torcida e peço desculpas por tudo o que aconteceu, mas, neste momento, a torcida tem que ser amiga do Palmeiras. Amigo é para todo momento, amigo não vê defeito nos outros amigos. Eu não vejo defeito em meus amigos", argumentou Tirone.

Mantendo o discurso já apresentado pelo site do Palmeiras no domingo, quando um texto foi publicado falando em "amor sem divisão", Tirone pediu que a torcida siga junto com o clube na Série B. "A torcida tem que ser palmeirense na alegria e na tristeza. Estamos abatidos, mas não estamos mortos", garantiu.

O presidente ainda confirmou a contratação do lateral-direito Ayrton, do Coritiba. "Nós contratamos o lateral Ayrton, do Coritiba. Vamos apresentá-lo depois do Campeonato Brasileiro", avisou o dirigente.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.