Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Tite acredita que Love e Guerrero podem jogar juntos no Corinthians

Técnico não gosta da dupla contra o Mogi, mas ainda quer testá-la

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

01 Março 2015 | 19h05

Uma das expectativas do torcedor do Corinthians na partida contra o Mogi Mirim era ver Vagner Love e Guerrero em ação juntos. Foi o primeiro jogo em que a dupla atuou lado a lado e a parceria durou apenas 45 minutos porque o técnico Tite resolveu mexer no time no intervalo e sacou Love. Ao fim da partida, o treinador admitiu que não gostou do que viu, mas acredita que ambos ainda podem fazer sucesso juntos.

"Acredito que eles podem jogar juntos, sim. Não deu certo no primeiro tempo, mas os dois são móveis, com presença de área e finalização. É questão de tempo para melhorar. O Vagner ainda faz um recondicionamento físico e os treinos vão fazer ele melhorar", analisou o treinador.

Claramente, a condição física de Love é o que parece preocupar Tite na ânsia de ver os dois atuando juntos. "São dois atacantes. Um volta e outro fica mais enfiado. Precisa de tempo para ter sincronia entre eles. A falta de ritmo é normal."

Prova de que ainda não sente Vagner Love pronto é que Tite já avisou que na quarta-feira, contra o San Lorenzo, em Buenos Aires, vai colocar Danilo no ataque, como fez diante do São Paulo - Guerrero cumpre mais uma partida de suspensão na Copa Libertadores.

"Eu sou coerente. O Danilo foi bem quando fez essa função, então não tem o porque tirar ele do time neste momento. Ainda vamos ver com calma, mas a tendência é que realmente seja o Danilo que comece jogando", antecipou Tite. O elenco do Corinthians se reapresenta na manhã desta segunda-feira, no CT Joaquim Grava.

Mais conteúdo sobre:
futebol Corinthians Tite Guerrero Vagner Love

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.