Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Tite admite que contava com Guerrero para o clássico de domingo

Técnico do Corinthians diz que nem se despediu do atacante

VÍTOR MARQUES, Estadão Conteúdo

29 de maio de 2015 | 19h04

Tite afirmou nesta sexta-feira que sequer se despediu de Paolo Guerrero, anunciado nesta sexta-feira como novo reforço do Flamengo. O técnico do Corinthians revelou que contava com o atacante para o clássico de domingo contra o Palmeiras, no Itaquerão.

"Não conversei com o Guerrero. Nós imaginávamos ele para o jogo. Tanto não imaginava não tê-lo que nem me despedi", declarou o treinador. "Creio que ele gostaria de ter permanecido."

O treinador, no entanto, defendeu a diretoria. Ele disse que o presidente Roberto de Andrade tentou de tudo para que o atacante permanecesse no elenco. "Sei o quanto o Roberto trabalhou para isso. Tenho essa convicção."

O Guerrero rescindiu contrato com o Corinthians nesta semana antes do previsto - o vínculo terminava só no dia 15 de julho. Ele não renovou o contrato porque não chegou a um acordo financeiro com o Corinthians.

Houve uma reunião com a diretoria e ficou decidido que o contrato seria rescindido. Dessa forma, Guerrero podia assinar com o Flamengo e o Corinthians deixava de pagar os salários do atleta.

Tite confirmou que Romero será titular no clássico de domingo. Emerson, que negocia com outros clubes, deve ficar de fora. E Vagner Love, segundo o treinador, continuará fora do time aprimorando o condicionamento físico.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansTiteGuerrero

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.