Sérgio Neves/Estadão
Sérgio Neves/Estadão

Tite afirma que gramado ajudou em goleada e pede equilíbrio: 'Não pode se iludir'

Técnico celebra goleada sobre o Peru, mas pede para equipe não se acomodar após vitória

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

22 de junho de 2019 | 20h04

A goleada do Brasil por 5 a 0 sobre o Peru neste sábado, em São Paulo, pela Copa América, fez o técnico Tite demonstrar muito orgulho da equipe. Na entrevista coletiva depois da partida, o treinador elogiou apontou a qualidade do gramado como um facilitador para a grande atuação da equipe na Arena Corinthians e pediu para a torcida conter a euforia para os próximos compromisso.

Segundo Tite, para construir o resultado positivo o Brasil teve acerto no passe. Isso só foi possível, na opinião dele, porque o gramado estava boas condições. "O campo estava ótimo. A qualidade do passe flui. Se tem um gramado bom, facilita muito. Para o espetáculo contribui", disse. No jogo anterior do Brasil, o empate sem gols com a Venezuela, em Salvador, o treinador adversário, Rafael Dudamel, criticou muito o piso da Fonte Nova.

Feliz por ter voltado com brilho para a Arena Corinthians, o treinador pediu para a torcida não se empolgar tanto com a atuação. "Uma equipe ideal vai se formar, se consolidar e sempre vai se aperfeiçoando. A gente não pode se iludir", disse o técnico. O adversário nas quartas de final ainda está indefinido e depende dos resultados finais dos grupos B e C.

O treinador realizou duas mudanças no time titular para a partida com o Peru, ao promover as entradas de Everton e Gabriel Jesus nas vagas de David Neres e Richarlison. Tite evitou apontar essas mudanças como determinantes para o resultado e relembrou ter trabalhado bastante com a equipe para melhorar nas finalizações, assim como conversou com os jogadores para evitar o abatimento.

"O grande desafio quando a equipe não produz na plenitude, é deixar de fazer o que faz de bom. O perigo é tentar fazer gol a todo jeito e perder a consistência e a organização. A equipe construiu uma ideia. É preciso estar sólido, persistir dessa forma", comentou Tite. O treinador mencionou que mesmo após duas partidas de pouco brilho, a seleção brasileira havia mantido uma regularidade em índices como posse de bola e troca de passes.

Os jogadores ganharam folga depois da partida com o Peru. A reapresentação será na parte da tarde, em um hotel em São Paulo. A equipe retorna ao trabalho na tarde de domingo, com uma atividade para os reservas no CT do São Paulo. A viagem para Porto Alegre será logo depois, na parte da noite.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.