Marcos Arcoverde/ Estadão
Marcos Arcoverde/ Estadão

Tite afirma que Jogo da Amizade colocou Diego e Diego Souza na seleção

Meia do flamengo supera a concorrência com Lucas Lima e atacante do Sport herda a vaga de Gabriel Jesus

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

03 de março de 2017 | 12h09

O técnico Tite, da seleção brasileira, convocou nesta sexta-feira os 23 jogadores para as partidas contra Uruguai, em Montevidéu, e Paraguai, em São Paulo, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, e justificou que duas novidades da lista apareceram por terem atuado bem no amistoso com a Colômbia, em janeiro. O meia Diego, do Flamengo, e o atacante Diego Souza, do Sport, foram elogiados pelo treinador.

Diego superou a concorrência com Lucas Lima, do Santos. Já Diego Souza, herda a vaga de Gabriel Jesus. O atacante do Manchester City fraturou o pé direito. "O jogo amistoso foi um componente importante na convocação. Mas não só isso. Tem o peso do acompanhamento de todas as informações, de todos os momentos que os atletas vivem. Foram 56 jogadores observados", explicou o treinador, em entrevista coletiva em São Paulo.

Tite afirmou que boas participações da dupla na partida com a Colômbia, no Rio, lhe convenceram. "O Diego jogou muito com a Colômbia e os jogos dele com o Flamengo também o credenciaram. Ele treinou nas férias, está jogando em alto nível", afirmou. O meia recebeu oportunidade na convocação para o jogo de janeiro, assim como foi o caso do atacante, porque a lista teve apenas atletas que atuam no futebol brasileiro.

O técnico da seleção usou Diego como exemplo de preparação, pelo jogador ter treinado durante as férias e assim como Diego Souza, ter se destacado no Campeonato Brasileiro. "Ele foi o jogador apontando pela imprensa como o mais efetivo do Brasileiro do ano passado. Foram 14 gols e seis assistências pelo Sport. Também jogou bem contra a Colômbia. O futebol é de preparação e de quem aproveita as oportunidades", disse.

A terceira novidade na lista foi de um nome ausente no amistoso com a Colômbia, mas observado pela seleção brasileira nas viagens à Europa no último mês. O goleiro Éderson, de 23 anos, é o titular do Benfica, de Portugal, e foi uma indicação do preparador de goleiros Taffarel. "Há uma gama de atletas que nós acompanhamos. Buscamos detalhes de todos. O Éderson foi um deles, como outros goleiros foram. Ele vive um momento momento físico e técnico", explicou. Nas listas anteriores, essa vaga no gol foi para Muralha, do Flamengo.

A apresentação dos jogadores será entre os dias 19 e 20 de março, em São Paulo. O primeiro jogo da equipe será no dia 23, em Montevidéu, e depois, o compromisso será na Arena Corinthians, contra o Paraguai. A seleção brasileira vai usar a estrutura do CT do Corinthians para treinos e realizar uma atividade no CT do São Paulo. O clube do Morumbi, aliás, terá o seu presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, como chefe da delegação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.