TV Estadão | 12.08.2015
TV Estadão | 12.08.2015

Tite aponta vitória merecida e evita falar sobre pênalti

Corinthians derrota Sport por 4 a 3 graças a lance polêmico

RAPHAEL RAMOS, Estadão Conteúdo

13 Agosto 2015 | 08h25

Para o técnico Tite, o Corinthians mereceu a vitória por 4 a 3 sobre o Sport, na noite de quarta-feira, no Itaquerão. O gol que garantiu ao triunfo foi marcado aos 41 minutos do segundo por Jadson em um pênalti que gerou muita reclamação dos jogadores e da diretoria do time pernambucano."Seria um crime empatar esse jogo por tudo o que a equipe jogou", disse Tite.

Tite não quis comentar o lance do pênalti, mas saiu em defesa do árbitro Luiz Flávio de Oliveira. Antes do jogo, o Sport chegou a pedir à CBF a substituição do juiz. A crítica dos pernambucanos era ao fato de o trio de arbitragem ser filiado à Federação Paulista de Futebol.

Já nos minutos finais do jogo, após cruzamento de Guilherme Arana, a bola bateu no braço de Rithely dentro da área e o juiz marcou pênalti. "Não vi se foi pênalti. Não queria estar na pele da arbitragem. Tudo o que ele fizesse seria questionado", disse Tite.

Depois de abrir 3 a 1 no início do segundo tempo, o Corinthians relaxou e permitiu que o Sport empatasse. O time passou sufoco, mas Tite garantiu que não pediu aos atletas que recuassem a marcação.

"O técnico não manda recuar, isso é parte do folclore em relação a mim. Não é a minha escola. O que tem é que a equipe está em um processo de maturidade e é preciso de tempo para que isso se execute".

Com a vitória sobre o Sport, o Corinthians assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro, com 37 pontos, um a mais do que o Atlético-MG, que enfrenta o Grêmio nesta quinta-feira, no encerramento da 18ª rodada do Brasileirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.