Tite assume posto de segundo técnico de seleção mais bem pago do mundo

Jornal britânico revela salários do principais técnicos de seleções do mundo

O Estado de S.Paulo

29 de setembro de 2016 | 16h42

O momento de Tite parece realmente ser bastante favorável. Vindo de duas vitórias seguidas nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo da Rússia 2018, o técnico do Brasil assumiu o posto de segundo mais bem pago do mundo entre os comandantes de seleção. A informação é do jornal britânico Daily Mail

Ex-Corinthians, Tite subiu uma posição depois que Sam Allardyce foi demitido pela Federação Inglesa. O treinador britânico foi flagrado tentando negociar um acordo ilegal no valor de 400 milhões de libras com supostos empresários para representar uma empresa de investidores asiática.

Segundo o Daily Mail, Tite recebe atualmente R$ 10,4 milhões por ano da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), o que corresponderia a um salário de R$ 875 mil por mês. A lista dos dez mais bem pagos ainda traz os nomes de Joachim Low, da Alemanha, Jurgen Klinsmann, dos Estados Unidos, Didier Deschamps, da França, e Jose Pekerman, da Colômbia.  

Confira quanto os técnicos de seleção mais bem pagos do mundo ganham por ano:

1. Fatih Terim (Turquia - R$ 11,3 milhões)

2. Tite (Brasil - R$ 10,4 milhões)

3. Joachim Low (Alemanha - R$ 9 milhões)

4. Jurgen Klinsmann (Estados Unidos - R$ 8,4 milhões)

5. Carlos Queiroz (Irã - R$ 6,7 milhões)

6. Didier Deschamps (França - R$ 5,4 milhões)

7. Jose Pekerman (Colômbia - R$ 5,2 milhões)

8. Giampiero Ventura (Itália - R$ 4,8 milhões)

9. Fernando Santos (Portugal - R$ 4 milhões)

Demitido: Sam Allardyce (Inglaterra - R$ 12,6 milhões)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.