José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Tite celebra vaga nas quartas da Copa do Brasil e admite queda de produção

Parte física pode ser explicação para rendimento do time ter caído no segundo tempo

VÍTOR MARQUES, Agência Estado

29 de agosto de 2013 | 08h29

SÃO PAULO - O Corinthians se classificou às quartas de final da Copa do Brasil ao vencer o Luverdense por 2 a 0 no Pacaembu nesta quarta-feira. Tite comemorou o resultado, mas reconheceu que o time caiu de produção no segundo tempo. E esse já é um problema recorrente na equipe. A explicação pode estar na parte física de alguns jogadores, em especial veteranos como Douglas e Danilo.

"Tem que falar com o Fábio (Mahseredjian, preparador físico), alguns jogadores não tem condição física e técnica ideal para uma sequência de jogos", disse Tite após o jogo. "Não um problema físico, é uma característica física de alguns jogadores. O Fábio terá de lidar com sabedoria com isso. Daqui a pouco temos de ter um plantel maior."

Tite citou o exemplo de Douglas, que ficou em campo mesmo cansado porque não havia substituto para sua posição. "Falei para o Douglas, para ele diminuir a área de ação, para mantê-lo mais tempo no jogo."

Os confrontos das quartas de final, contra o Grêmio, só serão disputados em outubro, dias 23 e 30. A partir daí Tite disse que vai conversar com a diretoria para definir qual competição ele vai priorizar. "Vamos ter que escolher uma, priorizar. Esses enfrentamentos são ruins para todas as equipes, não só para o Corinthians."

O Corinthians volta a campo domingo contra o Flamengo pelo Campeonato Brasileiro, dia 1º de setembro, data que completa 103 anos. Será o reencontro do time com o Mano Menezes. Tite vai contar com os retornos dos atacantes Emerson Sheik e Romarinho, que não enfrentaram o Luverdense porque estavam suspensos

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilCorinthiansTite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.