Tite critica declarações de dirigente do Palmeiras

O técnico do Corinthians, Tite, não gostou das declarações dadas por dirigentes do Palmeiras nos últimos dias. Após a queda na Sul-Americana, o diretor de futebol Wlademir Pescarmona afirmara que o clube não deveria nem entrar em campo no domingo contra o Fluminense para configurar W.O. O diretor executivo Antonio Carlos Corcione foi mais longe e convocou a torcida carioca para a "festa do título" em Barueri.

RAFAEL VERGUEIRO, Agência Estado

26 de novembro de 2010 | 20h47

"Eu serei muito pequeno se vibrar com o insucesso do outro. Eu não sou um cara insensível", declarou o treinador. Parte dos palmeirenses quer que a equipe facilite o jogo diante do Fluminense justamente para prejudicar o arquirrival Corinthians, adversário direto do Flu na briga pelo troféu do Campeonato Brasileiro.

"A falta de ibope do outro não pode ser motivo de alegria. É falta de escala de valores. Coisa muito pequena. Quero dormir com consciência tranquila, não é título nenhum que quebra a minha conduta", disse Tite, em entrevista no CT Joaquim Grava, no Parque Ecológico do Tietê.

Incomodado com o assunto, o comandante corintiano destacou que neste momento o importante é focar a partida de domingo contra o Vasco no Pacaembu. E também falou que não acredita em facilidade, mesmo que o adversário seja arquirrival do Fluminense no Rio de Janeiro.

Apesar de toda a polêmica envolvendo uma suposta ''entrega'' de jogos no Campeonato Brasileiro, Tite acha que o campeão nacional terá sido, de forma incontestável, o melhor time do torneio. "Haverá o merecimento, ninguém tem que descaracterizar o trabalho dos outros. Todos que estão na parte de cima da tabela vêm fazendo um grande trabalho", assinalou o técnico.

O Corinthians, com 64 pontos, é vice-líder do Campeonato Brasileiro, um ponto atrás do Fluminense, que ocupa o primeiro lugar da tabela.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.