Manan Vatsyayana/AFP
Manan Vatsyayana/AFP

Tite defende Neymar em polêmica e pede para Osorio analisar vídeo de confusão

Técnico da seleção brasileira diz que imagem de brasileiro levando pisão é inquestionável

Ciro Campos, enviado especial / Samara, O Estado de S.Paulo

02 Julho 2018 | 15h14

O técnico Tite, da seleção brasileira, procurou defender Neymar nesta segunda-feira após as declarações polêmicas vindas do treinador do México, Juan Carlos Osorio. Depois da vitória por 2 a 0 e da classificação obtida em Samara para as quartas de final da Copa do Mundo da Rússia, o técnico afirmou que as imagens da televisão comprovam que houve uma agressão ao jogador brasileiro.

+ Neymar brilha, Brasil vence o México e se classifica às quartas da Copa

+ Torcida mexicana vai da euforia à frustração após eliminação para o Brasil

+ Saiba contra quem e que horas é o jogo do Brasil nas quartas da Copa do Mundo

O lance causador da divergência foi no segundo tempo. Neymar e Layún disputaram a bola e, após o brasileiro estar caído no gramado, o mexicano pisou no seu tornozelo. Osorio fez uma referência ao incidente ao classificar como "palhaçada" e criticar a demora do árbitro em reiniciar a partida. Foram quatro minutos de paralisação até o confronto ser reiniciado pelo italiano Gianluca Rocchi.

Tite não deixou Neymar responder uma pergunta sobre a declaração de Osorio e depois reiterou ter existido violência no lance com Layún. "Eu não vou responder ao Osorio, eu vi o lance e ele pode ver também. Todos que estão me assistindo tirem sua conclusão, o vídeo está aí. A imagem nós não questionamos", afirmou. Apesar do incidente em campo, não houve cartões para nenhum jogador.

O técnico brasileiro defendeu o astro brasileiras das críticas de que simula muitas faltas. "O Neymar joga bola. Ele não pisa nos adversários, mas pisaram nele. Eu estava do lado, eu vi e depois revi pela televisão. Não precisa falar, é só olhar", afirmou Tite. O camisa 10 do Brasil foi o destaque do jogo ao fazer o primeiro gol, no começo do segundo tempo, e dar assistência para Firmino marcar o segundo.

 

Em outro momento, Tite afirmou que tem visto Neymar evoluir e se irritar menos com faltas e críticas. "Neymar está melhorando nesse aspecto. Tem que ficar focado. Quando gastamos energia em outras situações que não seja jogar, perde o foco. Ele gosta de jogar, gosta do drible, às vezes tem incompreensão dos adversários porque é muito ágil, rápido. É pecado driblar? Ou buscar jogada individual?", comentou.

A seleção brasileira retorna para Sochi logo depois da partida e vai para os últimos dias em sua cidade na Rússia. Como na próxima sexta-feira a equipe já tem compromisso pelas quartas de final da Copa na cidade de Kazan, já deve se despedir da cidade litorânea na quarta-feira.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.