Pedro Martins / MoWA Press
Pedro Martins / MoWA Press

Tite define resultado como histórico, mas vê seleção ainda abaixo do ideal

Apesar da apresentação convincente, técnico ainda espera evolução da equipe

Ciro Campos, enviado especial a Montevidéu, O Estado de S.Paulo

24 de março de 2017 | 07h28

A seleção brasileira sob o comando de Tite tem se acostumado a superar obstáculos considerados difíceis. A vitória por 4 a 1 sobre o Uruguai, nesta quinta-feira, em Montevidéu, fez o treinador considerar a partida como histórica, por se tratar de um resultado contra o vice-líder da competição. Apesar da apresentação convincente, o técnico comentou que ainda deve se esperar evolução da equipe.

"São só oito jogos meus no comando. Vamos aos poucos enfrentar propostas diferentes de jogo. O Uruguai colocou velocidade, agrediu. Depois o Paraguai vai nos exigir outra proposta, a de enfrentar a impaciência, de ter que furar bloqueio. Nossa equipe ainda tem muito para crescer, apra evoluir", explicou em entrevista coletiva depois da partida no estádio Centenário.

Tite tem nove meses no cargo, com sete jogos pelas Eliminatórias e mais um amistoso. Até agora, 100% de aproveitamento. A próxima partida da equipe será na terça-feira, quando recebe o Paraguai, na Arena Corinthians. "Pela vitória que tivemos sobre o Paraguai, podemos, sim, dizer que foi um resultado histórico. Mas não pelo placar", afirmou o treinador, que preferiu elogiar o desempenho do time em vez da larga vantagem construída.

O treinador afirmou que por ter pouco tempo na atual função, não teve chances de conviver de perto com os jogadores e descobrir mais opções para mexer no time sem prejudicar o rendimento da formação titular. A seleção tem até agora apenas mais sete jogos marcados para este ano: cinco pelas Eliminatórias e dois amistosos contra Austrália e Argentina, em junho.

Os jogadores da seleção brasileira ganham folga nesta sexta-feira e voltam a treinar no sábado. A atividade será aberta à torcida, no estádio do Morumbi. Depois, no domingo e na segunda, a equipe vai trabalhar no local da partida com o Uruguai.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.