Tite descarta facilidade após sorteio do Mundial

No dia seguinte ao sorteio das chaves do Mundial de Clubes da Fifa, o técnico do Corinthians, Tite, descartou que o caminho do time na luta pelo título no Japão tenha se tornado mais fácil. Nas semifinais, o time brasileiro tem três possíveis adversários: o Auckland, da Nova Zelândia, o campeão japonês e o futuro vencedor da Liga dos Campeões da África.

CIRO CAMPOS, Agência Estado

25 de setembro de 2012 | 13h17

"Não existe nenhuma definição e ninguém assegura nada de maior facilidade ou dificuldade no Mundial de Clubes", afirmou o treinador rejeitando a avaliação de que o Corinthians ficou com a rota mais fácil por ter evitado um possível confronto com o Monterrey, do México, que faturou o título da Liga dos Campeões da Concacaf.

Tite lembrou o Mundial de Clubes de 2010, quando o Internacional caiu nas semifinais ao perder para o Mazembe para garantir que o time estará concentrado desde o início da sua participação no torneio. "Temos o exemplo do Internacional, que em 2010 foi eliminado na semifinal. Temos que nos concentrar nos treinamentos e evoluir a cada semana", afirmou.

Tite também cobrou foco ao jogadores do Corinthians na disputa do Campeonato Brasileiro. O próximo adversário da equipe será o Sport, no próximo domingo, no Pacaembu. Ele lembrou que o time pernambucano tem a mesma campanha da equipe do Parque São Jorge no segundo turno, ambos com 12 pontos somados em sete jogos. "Eles têm a terceira melhor campanha do segundo turno junto conosco, estão se fortalecendo e o jogo será muito difícil", alertou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.