Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Tite diz estar satisfeito com centroavantes da seleção e pede tempo

Treinador escalou Firmino e Richarlison juntos no amistoso contra a Colômbia; Gabriel Jesus cumpre suspensão

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de setembro de 2019 | 04h30

O técnico Tite disse estar satisfeito com as opções que tem de centroavantes na seleção brasileira. Na convocação para os amistosos contra Colômbia e Peru, por exemplo, o treinador chamou Firmino e Richarlison. Gabriel Jesus teve de cumprir suspensão e foi desfalque.

Contra a Colômbia, ambos foram titulares. Enquanto Firmino fazia um papel de centroavante, mesmo tendo características de movimentação, Richarlison aparecia mais pelo lado do campo. Para Tite, é preciso de tempo para ajustar o ataque da seleção.

"Tenho opções, e o Firmino é um 9 de verdade que busca e chega na frente. O grande desafio do técnico é ter dez dias e fazer a equipe se ajustar. É um organismo vivo que precisa se repetir. O Firmino é peça importante, mas precisa de tempo", afirmou Tite.

"Às vezes tem a opção do Gabriel Jesus, o Richarlison por dentro. Temos opções. É inevitável precisar de tempo para essa sincronia acontecer", acrescentou o treinador.

Tite também falou sobre Vinicius Júnior, que permaneceu no banco de reservas no amistoso contra a Colômbia. O treinador optou por colocar Bruno Henrique, estreante pela seleção brasileira.

"Vejo o Vinicius como um externo esquerdo, porque é ali que eu acho que ele pode produzir mais. Tenho cuidado para colocar um atleta em uma função que ele não domina", analisou Tite.

Após o amistoso contra a Colômbia, a seleção brasileira se prepara para enfrentar o Peru, adversário na final da Copa América. A partida será realizada na terça-feira, em Los Angeles.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.