Tite e São Caetano ainda não se acertam

O São Caetano não quer perder tempo para ser forte na temporada e 2004. Nem bem terminou a temporada, com a vitória histórica sobre o Internacional, por 5 a 0, a diretoria se reuniu com o técnico Tite e sua comissão técnica nesta segunda-feira para traçar planos. Em pauta, dois assuntos prioritários: a renovação de contrato do técnico e a avaliação sobre o elenco. "O acordo não saiu, mas está bem encaminhado", comentou Tite, que já reiterou desejo de permanecer no ABC, onde quer ter seus familiares ao seu lado. A diretoria também prefere a manutenção do técnico, evitando nova mudança. Só nesta temporada, foram três técnicos no comando: Mário Sérgio, Nelsinho Baptista e Tite. Um novo contato, talvez final, pode acontecer nesta terça ou quarta-feira. Com relação ao elenco, a diretoria já tem um projeto arrojado com o objetivo de alçar vôos mais altos com o Azulão. O time deve buscar alguns reforços de peso, capazes de reforçar o grupo em competições consideradas importantes no próximo ano: Campeonato Paulista, Copa do Brasil, Taça Libertadores e Campeonato Brasileiro. "São competições importantes e precisamos ir bem em todas", comentou o presidente Nairo Ferreira de Souza. A filosofia de, cada vez mais melhorar, é nata no clube de apenas 14 anos de vinda. Mas a temporada 2004 pode também reforçar a candidatura do presidente para a prefeitura municipal. Os jogadores estiveram no estádio pela manhã e depois foram dispensados para férias até dia 2 de janeiro. Por enquanto, apenas dois nomes foram dados como reforços. O zagueiro Evaldo, ex-Portuguesa e que já treina no Anacleto Campanella, e o lateral-esquerdo Triguinho, ex-Figueirense, contratação não confirmada oficialmente pela diretoria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.