Pedro Martins/Mowa Press
Pedro Martins/Mowa Press

Tite diz que Brasil mereceu a vitória e destaca volume de jogo

Técnico acredita que a seleção brasileira teve grande atuação e fez por merecer o resultado sobre a Argentina

O Estado de S.Paulo

16 Outubro 2018 | 20h02

O técnico Tite se mostrou satisfeito com o desempenho da seleção brasileira no triunfo sobre a Argentina. A vitória por 1 a 0 no clássico desta terça-feira, em amistoso disputado na cidade de Jeddah, na Arábia Saudita, veio somente nos acréscimos do segundo tempo, o que não impediu o treinador de considerar sua equipe merecedora do resultado.

"Tem diferentes níveis para se enfrentar a Argentina. Hoje, ela (seleção) mereceu vencer", avaliou. "O Brasil foi melhor, e o desempenho da equipe foi premiado com o gol. Poderia ter sido em outro momento, mas foi no final. A equipe ficou concentrada, martelando. O escanteio foi fruto de botar volume no jogo."

Apesar dos elogios de Tite, a seleção voltou a apresentar um desempenho decepcionante nesta terça. Diante de uma Argentina renovada, sem nomes como Messi, Agüero, Di María, entre outros, o Brasil sofreu com a falta de criatividade e mais uma vez dependeu demais dos lampejos de Neymar, com Philippe Coutinho apagado e Gabriel Jesus e Roberto Firmino tendo dificuldades atuando juntos.

Tite reconheceu os méritos do adversário na anulação das principais peças da seleção. "Muitas vezes, ela retardou o jogo, a Argentina jogou com essa proposta, alternando os contra-ataques com seus homens de frente. Ela fez, criou oportunidades para fazer o placar", elogiou.

Questionado sobre os motivos de o Brasil não ter apresentado um futebol dos mais convincentes, o treinador defendeu seus comandados, mas admitiu que a atuação foi prejudicada pelo forte calor em Jeddah. "O calor úmido retira a velocidade do jogo. O  oxigênio não vai para o cérebro, e você começa a ter erros. O calor úmido é forte e desgastante."

Depois da Copa do Mundo, a seleção brasileira mantém 100% de aproveitamento, após vitórias sobre Estados Unidos, El Salvador, Arábia Saudita e Argentina, com 10 gols marcados e nenhum sofrido. O próximo adversário da equipe de Tite será o Uruguai, em amistoso que acontecerá no dia 16 de novembro, em Londres.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.