Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Tite esboça escalação do Brasil com Fabinho e 10 remanescentes da Copa

Jogador do Liverpool é titular da lateral-direita em treino da seleção brasileira nos Estados Unidos

Estadão Conteúdo

05 Setembro 2018 | 18h38

Apesar das muitas novidades na convocação, o técnico Tite vai manter uma base da Copa do Mundo para montar a seleção brasileira em seu primeiro amistoso após o torneio. Foi isso o que ele indicou no treino desta quarta-feira na Red Bull Arena, a dois dias do confronto diante dos Estados Unidos, que acontecerá no MetLife Stadium, em New Jersey.

Depois de um trabalho físico para iniciar o treinamento, Tite dividiu o elenco entre reservas e titulares e comandou uma atividade com bola em campo reduzido. Se de fato levar a campo na sexta o time que escolheu nesta quarta, o treinador vai escalar dez atletas remanescentes do Mundial na Rússia.

A única novidade entre os titulares foi o lateral-direito Fabinho. Como já havia ocorrido na terça-feira, o jogador do Liverpool compôs o setor defensivo ao lado de Thiago Silva, Filipe Luís e Marquinhos. E o trio poderia ter a companhia de um quarto remanescente da Copa na defesa, não fosse o corte do corintiano Fagner por lesão - Éder Militão foi chamado.

Se Fabinho é a novidade, os outros dez nomes que compuseram a equipe estavam na Copa. Alisson, Thiago Silva, Casemiro, Philippe Coutinho e Neymar se mantêm como titulares, enquanto Marquinhos, Filipe Luis, Fred, Douglas Costa e Roberto Firmino foram reservas na Rússia e agora conquistam um lugar no time.

No total, foram 11 os remanescentes do Mundial convocados por Tite. E curiosamente, o 11.º foi titular na Rússia e estará no banco na sexta-feira. Nome mais convocado no ciclo da última Copa, o meia Willian parece ter perdido espaço e iniciará esta nova fase da seleção no banco.

Desta forma, a tendência é que Tite escale o Brasil para encarar os Estados Unidos com: Alisson; Fabinho, Thiago Silva, Marquinhos e Filipe Luis; Casemiro, Fred e Philippe Coutinho; Douglas Costa, Neymar e Firmino. Depois de pegar os donos da casa, a seleção atua novamente no país na terça-feira que vem, contra El Salvador, em Washington.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.