Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Tite espera levar o Corinthians ao título hoje diante do Vasco

Jogo foi transferido para São Januário pela pressão da torcida

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

19 Novembro 2015 | 07h00

O Corinthians enfrenta nesta quinta-feira o Vasco para tentar se consagrar como hexacampeão brasileiro. A partida promete ser tensa pela importância do confronto para os dois times. Se o técnico Tite busca o título, Jorginho quer evitar o rebaixamento. O duelo inclusive foi transferido do Maracanã para São Januário justamente para que o torcedor possa pressionar o adversário o tempo todo, desde antes do início do jogo.

Já prevendo dificuldades, Tite faz de tudo para manter o grupo focado e até evita cravar se os jogadores que estavam na seleção brasileira começarão como titular. À exceção de Cássio, que não enfrentou o Peru e vai encarar o Vasco, Gil, Elias e Renato Augusto serão avaliados e podem começar no banco.

“Estou com a cabeça dividida. Externei isso aos três atletas (Edu Dracena, Bruno Henrique e Rodriguinho) que foram preparados para iniciar. Vai ter avaliação médica, física, diretiva, e a manifestação do atleta é importante. Eu não vou carregar o peso de uma lesão séria. Se tiver com saúde, vai jogar. Se não tiver, não joga”, avisa.

Ele explica que conversou com os jogadores que podem entrar e pediu para que estejam preparados para jogar ou não. Ele quer que o nível de concentração seja o maior possível e sabe que isso pode atrapalhar o Corinthians na disputa com o Vasco. “Pela primeira vez vamos tentar o título, porque nas outras oportunidades não estava na nossa mão. Sabemos o grau de dificuldade de enfrentar o Vasco.”

Tite entende que o rival vem numa ascensão, o que torna as coisas ainda mais difíceis. Por isso, quer que o time mantenha o padrão das últimas rodadas. “Nos últimos 11 jogos, o Vasco tem tido uma das melhores campanhas. Está com um nível de confiança alto e isso aumenta o grau de dificuldade”, diz o treinador, que exige um bom desempenho. “Se temos feito um campeonato de nota sete para cima, queremos que seja de sete para cima contra o Vasco.”

O treinador também mostrou-se temeroso à partida ser em São Januário. “Não levaria um parente, sinto responder isso. Não falo com satisfação. A gente tem muito a melhorar na educação, parece que no esporte pode tudo. Parece que se justifica a violência, a falta de respeito, a cusparada, tem de fazer cinturão para entrar no estádio. Gostaria que as pessoas responsáveis por esse jogo tivessem um grande cuidado,” disse Tite.

SEGURANÇA

Ao todo, 320 policiais trabalharão no jogo. O Grupamento Especial de Policiamento em Estádios vai atuar com 190 agentes na parte interna (50 a mais do que em clássicos no Maracanã), enquanto que o 4.º BPM (São Cristóvão) fará o reforço com 130 PMs no entorno. São esperados dois mil torcedores do Corinthians.

FICHA TÉCNICA

Vasco: Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Christianno; Diguinho, Serginho, Andrezinho e Nenê; Riascos e Rafael Siva. Técnico: Jorginho.

Corinthians: Cássio; Edílson, Felipe, Dracena (Gil) e Guilherme Arana; Ralf, Bruno Henrique (Elias), Jadson e Rodriguinho (Renato Augusto). Malcom e Vagner Love. Técnico: Tite.

Juiz: Anderson Daronco (RS).

Local: São Januário.

Transmissão: Globo e Band (22h)

Mais conteúdo sobre:
futebol Brasileirão Corinthians Vasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.