Reuters
Reuters

Tite fala em esquema para 'diminuir ações de Messi' contra a seleção

Técnico já afirmou que o argentino é 'o melhor do mundo no momento'

Marcio Dolzan, Estadão Conteúdo

21 Outubro 2016 | 11h52

O técnico Tite terá contra a Argentina seu maior teste até o momento à frente da seleção, e sabe que um jogador em especial precisará ser parado: Lionel Messi, considerado pelo próprio treinador do Brasil como "o melhor do mundo no momento". Tite, contudo, já anunciou que seu esquema de marcação para o argentino não passará por um esquema individualizado. Ele quer marcação coletiva, e para tanto espera contar com informações de Neymar e Daniel Alves.

"Temos que analisar como o mecanismo da Argentina potencializa o Messi. Vamos estudar os detalhes. A gente não retira de um grande jogador a sua virtude e genialidade, mas a gente pode diminuir as ações, e isso a gente pode fazer. Mas tem que ser coletivo", avaliou Tite.

O treinador descartou a possibilidade de colocar um jogador específico da seleção para marcar Messi. "Se eu fizer isso vou colocar o cara na alça de mira e dizer que a responsabilidade é dele. Futebol não é assim", ponderou o treinador.

Tite disse ainda que Neymar, que atua ao lado de Messi no Barcelona, e Daniel Alves, que jogou por muitos anos ao lado do argentino no clube catalão, serão importantes para armar uma maneira de controlar as ações do jogador.

"Os dois podem dar detalhes, os dois podem ajudar e devem ajudar. Com certeza vou falar com eles. Claro que vou. Todas as informações possíveis para que eu possa interpretá-las vão ser tratadas", disse o técnico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.