Tite faz as contas para a Libertadores

Depois de passar a quinta-feira fazendo contas, o técnico Tite concluiu que o Corinthians se classificará para a Libertadores, como quarto colocado do Campeonato Brasileiro, se terminar a competição com um aproveitamento entre 55% e 57%, ou seja, 75 a 78 pontos. Outra projeção mostra que se o time vencer os jogos em casa e não perder fora, dificilmente ficaria fora da Libertadores.A média de aproveitamento do Corinthians é de 51%. Está em 10º lugar, com 53 pontos. O quarto colocado é o São Caetano, com 59, mesmo número de pontos que o São Paulo (3º), mas com um saldo de gols menor (19 a 15).O Corinthians ainda tem 11 jogos a cumprir, cinco em casa e seis fora: Coritiba (c), Paraná (f), Criciúma (f), Vitória (c), Inter (f), Fluminense (c), Cruzeiro (f), São Caetano (f), Vasco (c), Botafogo (f) e Figueirense (c).A comissão técnica percebeu que o Corinthians só vai enfrentar dois adversários que estão à sua frente: o São Caetano e o Fluminense. "São projeções que precisam ser revistas a cada rodada. Mas, na prática, isso significa que ainda estamos na briga pela classificação. E nós vamos brigar pela Libertadores até o fim, com todas as nossas forças" assegurou Tite.Os números são tão animadores que a diretoria resolveu colaborar para que nada falte nesta reta final. Na segunda-feira, o Corinthians vai para Porto Feliz, interior de São Paulo. Ficará concentrado no hotel Al Shaddai, do ex-jogador Paulo Sérgio, até sexta."Vamos almoçar, jantar e respirar a competição. Chegamos a um momento decisivo do campeonato. Será uma espécie de mobilização geral no sentido de conquistar uma vaga na Libertadores. Estarmos todos juntos vai ser muito importante", explicou o técnico.Tite ainda vai aproveitar a semana livre para acertar o ponto mais fraco da equipe: o ataque. O treinador acha que pode melhorar a criação e a finalização com os treinamentos. O setor também deve ganhar o reforço de Alessandro, que já foi relacionado para o banco contra o Juventude e o Santos mas acabou não sendo aproveitado por falta de confiança."Nós conversamos sobre isso", revelou Tite. "Disse que ele não estava me passando confiança. E sabe qual foi a resposta? Ele disse que não estava me passando confiança porque não estava sentindo confiança. Também por isso será importante passar uma semana em Porto Feliz."Alessandro ficou 40 dias parado, recuperando-se de uma lesão muscular na perna esquerda. Ele é um jogador de velocidade, diferente de todos os outros atacantes do elenco corintiano. Só Gil consegue ser tão rápido quanto Alessandro. Mas joga num outro setor e normalmente sofre com a marcação individual.Outra prioridade do técnico em Porto Feliz será encontrar o substituto para Fábio Baiano, que está suspenso e não vai enfrentar o Coritiba no próximo sábado. As opções são Rosinei ou Rodrigo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.