Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Tite faz brincadeira após tombo em gol do Brasil sobre a Costa Rica

Técnico chamou a atenção após Coutinho abrir o caminho da vitória brasileira

Almir Leite, Leandro Silveira e Marcio Dolzan, enviados especiais / São Petersburgo, O Estado de S.Paulo

22 Junho 2018 | 16h38

O técnico Tite reagiu com bom humor ao tombo que tomou ao correr para comemorar o primeiro gol do Brasil na vitória sobre a Costa Rica, nesta sexta-feira em São Petersburgo. Ele disse que o saldo do incidente é que não estava conseguindo andar direito.

+ Neymar desabafa nas redes sociais após vitória: 'Falar até papagaio fala'

+ Imprensa britânica critica Neymar: 'Mimado, resmungão, dramático e trapaceiro'

+ Tite rechaça ajuda da arbitragem, mas pede critério: 'Que ela seja justa'

"Me fisgou. Não é contratura. Fisgada também não é. Rompeu a fíbia. Não consigo andar direito", disse o treinador, que viu frustrada sua intenção de festejar o gol com os jogadores titulares. "Quando saiu o gol o Ederson me bateu, aí quando eu vi o Cássio me bateu também", contou, sobre seus dois goleiros reservas. "Aí ferrou. Eu ia comemorar junto, mas não deu."

A comemoração explosiva e entusiasmada de Tite, também um misto de desabafo, teve uma explicação. "Na hora da comemoração, estávamos criando volume, toda uma situação. Time focado, criava oportunidades, tudo que queríamos desde o primeiro tempo. No segundo estava acontecendo, não é possível, tudo que a gente está fazendo e não sair gol, o Navas tirando tudo, a gente não acredita!"

 

Tite tem o hábito de festejar bastante os gols de sua equipe. Na seleção, em vários momentos ele vibrou até mais do que quem marcou o gol. Além de  ser um explosão natural de alguém que não se preocupa em controlar suas emoções positivas, também demonstra alívio em situações como a do jogo com a Costa Rica.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.