Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Tite fecha treino tático e adota mistério antes de jogo contra Argentina

Brasil enfrenta seleção rival na próxima terça-feira, às 15 horas (de Brasília), na Arábia Saudita

Estadão Conteúdo

14 Outubro 2018 | 15h32

O técnico Tite resolveu adotar o mistério neste domingo, em Jeddah, na Arábia Saudita, ao fechar o treino tático que a seleção brasileira realizou visando o amistoso contra a Argentina, na próxima terça-feira, no estádio The King Abdullah Sports City, às 15 horas (de Brasília).

Apenas os primeiros 15 minutos da atividade, período em que os jogadores fizeram aquecimento, foram abertos para os jornalistas. É certo, porém, que o treinador deverá promover várias modificações em relação ao time que venceu a Arábia Saudita por 2 a 0, na última sexta-feira, em Riad.

Por meio de nota publicada em seu site oficial, a CBF informou que este foi o treino mais longo da seleção desde que chegou ao país árabe e destacou que o comandante separou 11 jogadores de um lado do campo, onde os mesmos realizaram um "trabalho tático voltado para a movimentação com a posse de bola". "Do outro lado, o restante do grupo treinava cruzamentos e finalizações, antes de seguir para fazer o mesmo exercício tático dos demais", descreveu a nota.

Em junho do ano passado, a Argentina foi a responsável pela primeira derrota de Tite sob o comando da seleção brasileira, por 1 a 0, em Melbourne, na Austrália, no único revés sofrido pela equipe nacional até a Copa do Mundo da Rússia, onde acabou sendo eliminada pela Bélgica ao ser batida por 2 a 1, nas quartas de final.

Apesar do mistério adotado para esta "revanche" com os argentinos, que desta vez não contarão com Lionel Messi, há algumas alterações certas que ocorrerão no Brasil para este amistoso. O goleiro Ederson sairá para a volta do titular Alisson, assim como o lateral Danilo e o zagueiro Miranda ocuparão os respectivos lugares que foram ocupados por Fabinho e Pablo contra a Arábia Saudita. Outras duas mudanças prováveis são as entradas de Filipe Luís na ala esquerda e de Roberto Firmino no ataque, o que deverá provocar as idas de Alex Sandro e Gabriel Jesus para o banco de reservas.

Outro que aparece como candidato a entrar na equipe titular é o volante Arthur. O ex-gremista que hoje defende o Barcelona teve um papo com Tite no gramado durante o treino deste sábado e tem chance de ser escalado no lugar de Fred, outro que foi titular na última sexta. O treinador também conversou com Gabriel Jesus, que desencantou ao marcar o primeiro gol da vitória sobre a Arábia Saudita após passar em branco em todas as cinco partidas que fez na Copa do Mundo.

Desta forma, uma provável escalação do Brasil para o amistoso de terça-feira é a seguinte: Alisson; Danilo, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Casemiro; Fred (Arthur), Renato Augusto, Philippe Coutinho e Neymar; Roberto Firmino.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.