Tite fica no São Caetano até final de 2004

A diretoria do São Caetano anunciou nesta segunda-feira a renovação do contrato do técnico Tite, que se encerraria no final deste mês. Tite foi confirmado até dezembro de 2004 e a prioridade no ano que vem será a Taça Libertadores da América. A partir de agora, os dirigentes vão em busca de reforços para a equipe para enfrentar a competição sul-americana em pé de igualdade com os demais."Nossa briga, tanto do time, como da diretoria e minha própria, foi para assegurar a vaga na Libertadores. É um competição importante, rápida e que abre as portas para o mercado internacional", comentou Tite, que vai aproveitar os próximos 10 dias para ficar com a família no Rio Grande do Sul, onde mora.O acordo já estava praticamente fechado desde a semana passada após sucessivos encontros entre o técnico e a diretoria. O gaúcho assumiu o clube no meio do ano, após a saída precipitada de Nelsinho Baptista que se transferiu para o futebol japonês duas semanas depois de substituir Mário Sérgio. Os valores do novo contrato não foram revelados.Algumas negociações estão bem encaminhadas como do lateral direito Ânderson Lima, que deixou o Grêmio e tem como grande trunfo a preferência do técnico do Azulão. Na realidade, o time passou toda a temporada sem um especialista para a posição. O único era Ângelo, emprestado pelo Corinthians, mas que não acertou e deverá ser devolvido. O setor foi ocupado por improvisações, como de Mineiro, de Luis Carlos Capixaba e de Marlon.NEGOCIAÇÕES - Por enquanto, o clube confirmou quatro reforços. O zagueiro Evaldo, da Portuguesa de Desportos, de bom potencial técnico, mas ainda com idade de juniores; o lateral-esquerdo Triguinho, revelação do Figueirense, e o meia-atacante Fernandinho , também do mesmo time de Santa Catarina. No ataque, Fabrício Carvalho, ex-Ponte Preta, também está confirmado.Por outro lado, já estão fora dos planos do volante Ramalho, que não conseguiu se firmar como titular e preferiu sair; o ala-esquerdo Elivélton, que mais ficou no departamento médico do que em campo; e o meia Luis Carlos Capixaba, que está acertando com o Guarani.Warley ou Somália, um dos atacantes, deve deixar o clube. Os dois têm propostas do exterior e o clube deve abrir mão de um deles. Warley tem vínculo com o empresário uruguaio Juan Figger, enquanto Somália é dono de seus direitos federativos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.