Tite justifica altos e baixos do time

De volta a São Paulo depois do empate de quarta-feira com o Sampaio Corrêa por 1 a 1 pela primeira fase da Copa do Brasil, o técnico Tite concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira no Parque São Jorge e ressaltou a urgência de contar com um meio-campo para organizar as jogadas do Corinthians. ?Precisamos de um meia. Se não tiver um armador de jogadas fica difícil. Nós temos que ter essa possibilidade de jogo. Isso justifica os altos e baixos?, disse. O volante Mascherano, do River Plate, e o meia Kléberson, do Manchester, estão na mira da MSI.O treinador admitiu que o desempenho do time nas cinco partidas em que disputou no ano ainda está abaixo da expectativa e que se trata de uma equipe em formação. ?A expectativa está abaixo do esperado. Isso eu posso afirmar. É uma equipe que está sendo montada para o segundo semestre, mas sei que não posso ficar sentado. Tenho que apressar essa situação?, contou.Para o jogo contra a Inter de Limeira pelo Campeonato Paulista, neste sábado, Tite ainda não promete um ?futebol bonito, vistoso? como planeja no futuro. ?Tomara que em Limeira nós encontremos nosso futebol. Temos ainda um grande trabalho, um grande desafio para trazer os jogadores para as funções certas?.Sobre o pedido da Coordenadoria Geral de Imigração do Ministério do Trabalho e Emprego à Polícia Federal para que o presidente da MSI, Kia Joorabchian, deixe o País, o técnico disse que não vê relação com a atitude do time em campo. ?Não vejo essa relação para com o time?.Estréia - O zagueiro argentino Sebá viaja com a delegação agora no início da tarde para Limeira, mas ainda não tem sua escalação confirmada, pois ainda não está com a documentação regularizada. ?Tenho que acreditar que posso jogar amanhã. O Corinthians e a MSI estão fazendo de tudo para eu jogar?.

Agencia Estado,

04 de fevereiro de 2005 | 12h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.