Tite lamenta gol sofrido e pede Inter mais atento

O Internacional tem 100% de aproveitamento no segundo turno do Campeonato Gaúcho, com 16 gols marcados e apenas um gol sofrido, mas o time levou um puxão de orelhas do técnico Tite após a vitória por 4 a 1 sobre o Novo Hamburgo, neste sábado, no Beira-Rio. Para ele, o time bobeou na hora do gol do rival, no início do segundo tempo.

AE, Agencia Estado

22 de março de 2009 | 09h19

"Não podia ter tomado o gol, não podemos permitir a infiltração dessa forma. Temos que reconhecer o bom momento, mas também temos a obrigação de melhorar", avaliou o treinador. O time lidera com folga o Grupo A, com 12 pontos, e a prioridade agora é garantir o quanto antes o primeiro lugar, o que pode acontecer já no jogo de terça-feira, contra o Esportivo, em Bento Gonçalves.

"Temos dois confrontos fora de casa. Agora vamos lutar para conseguir o primeiro lugar", declarou o goleiro Lauro. Depois do Esportivo, a equipe enfrenta o Juventude, em Caxias do Sul, e encerra a participação nessa fase diante do Avenida, em Porto Alegre.

Quem saiu feliz foi o atacante Walter, que substitui Alecssandro no segundo tempo e marcou seu primeiro gol como profissional. Depois, levou o cartão amarelo por tirar a camisa. "Sabia que não podia, mas é muita emoção marcar o primeiro gol com a camisa colorada", afirmou o jogador, um dos destaques da seleção sub-20 campeã sul-americana, no começo do ano.

Mais conteúdo sobre:
futebolInterCampeonato Gaúcho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.