Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Tite minimiza ausência de Elias e elogia substituto Rodriguinho

'Perco infiltração, mas ganho passe e finalização de média distância'

RAPHAEL RAMOS, Estadão Conteúdo

30 de outubro de 2015 | 19h29

O técnico Tite evita lamentar a ausência de Elias, domingo, contra o Atlético-MG, no Itaquerão, em jogo decisivo do Campeonato Brasileiro. Suspenso, o volante titular do Corinthians e da seleção brasileira será substituído por Rodriguinho na partida diante do vice-líder.

"Sem o Elias, perco infiltração, mas com o Rodriguinho ganho passe e finalização de média distância. A entrada dele no jogo contra a Ponte Preta é um exemplo", disse Tite, nesta sexta-feira, em entrevista coletiva.

Na 29.ª rodada, contra a Ponte, Rodriguinho entrou no segundo tempo, justamente no lugar de Elias, que não fazia uma boa partida no Moisés Lucarelli. Aos 39 minutos, o meia marcou um belo gol e garantiu o empate por 2 a 2. "Eu não escalei o Rodriguinho. Foi ele que se escalou", elogiou Tite.

Outra opção para vaga de Elias era Bruno Henrique, recuperado de lesão. Assim, o volante reforçaria a marcação ao lado de Ralf. Tite, no entanto, escolheu Rodriguinho porque não quer mexer na estrutura da equipe e perder espaço no meio-campo para o Atlético-MG. "O que temos de fazer é repetir padrão. Ser diferente é fazer nos momentos decisivos exatamente aquilo que você fez durante todo campeonato. Isso é coragem e maturidade", justifica.

Tite admite que o jogo de domingo, dependendo do resultado, por ser a "final" do campeonato. O Corinthians lidera com 70 pontos, oito a mais do que o Atlético-MG. Em caso de triunfo, a equipe abriria 11 pontos para o segundo colocando restando 15 em disputa. "Jogando bem, temos a possibilidade real de conseguir um bom resultado, que seria vitória ou empate. Isso encaminharia o título para a gente."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.