Tite minimiza sua contribuição em vitória do Corinthians

Na estreia do técnico Tite neste domingo, o Corinthians encerrou uma incômoda sequência de sete partidas sem vitória e derrotou o Palmeiras por 1 a 0. Mas, apesar da recuperação da equipe, o novo comandante minimizou sua contribuição para o resultado e disse que grande parte do mérito se deve a Adilson Batista e Mano Menezes, antigos treinadores.

AE, Agência Estado

24 de outubro de 2010 | 19h58

"Eu fico feliz pela vitória, mas não tenho muita parcela de contribuição. Os trabalhos anteriores do Adilson e Mano já deram cara à equipe, eu tentei apenas passar uma confiança, talvez essa seja a minha contribuição", comentou o treinador.

Além de passar confiança aos jogadores, Tite contou que pediu uma atuação mais compacta do sistema defensivo. "Eu falei para o time participar de uma maior ação conjunta na defesa. Aos 30 minutos do segundo tempo, eu vi o Ronaldo roubando bola no nosso campo de defesa. E os jogadores de ataque não precisam roubar bola, mas podem sempre dificultar o avanço do adversário", disse.

Depois da vitória no clássico, o treinador apostou ainda que os jogadores ganharão fôlego extra para o restante do Campeonato Brasileiro. "Só quem vive o dia a dia sabe o quanto a grandeza do clássico mexe com todos. Minha felicidade agora é saber que toda a torcida corintiana vai dormir feliz", completou Tite.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.