Daniela Souza/Estadão
Daniela Souza/Estadão

Tite nega acerto com o Corinthians e critica especulação de valores

'Esses valores exorbitantes não condizem com a sociedade', disse o técnico, negando que deseja receber R$ 700 mil por mês de salário

RONALD LINCOLN JR., O Estado de S. Paulo

12 de dezembro de 2014 | 11h57

O técnico Tite ainda não confirma ter fechado um acordo para retornar ao Corinthians. O treinador, que nesta sexta-feira está no Rio de Janeiro para um evento, também questionou alguns valores veiculados pela imprensa sobre sua pedida salarial, que giraria em torno de R$700 mil por mês mais premiação no caso de títulos.

"As pessoas falam de valores exorbitantes, que não condizem com a situação da sociedade. Dão informações que colocam minha credibilidade em jogo e isso machuca", afirmou Tite ao Estado. O técnico revelou também que o tempo de contrato oferecido nas negociações vai pesar para seu retorno ao futebol. "Sempre disse que a possibilidade de sequência de trabalho é mais importante que os valores."

As declarações foram feitas durante o seminário Coaching de Excelência, realizado no Rio, que contou com a presença de outros técnicos de futebol, e que para Tite está sendo importante para seu reciclagem profissional. O treinador ficou um ano sem conduzir nenhum time, mas garantiu recentemente que volta ao trabalho no início de 2015.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolTiteCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.