Tite obtém liberação e será novo técnico do Corinthians

Se nenhum imprevisto ocorrer na próximas horas, Tite será o novo comandante do Corinthians. O presidente Andrés Sanchez revelou, após o empate com o Guarani, neste domingo, em Campinas, que o técnico conseguiu a rescisão sem ônus financeiro do Al-Whada, do Emirados Árabes, com quem tinha contrato até 2011.

AE, Agência Estado

17 de outubro de 2010 | 18h38

"Ele conseguiu a liberação lá na Arábia e chega segunda ou terça-feira. Espero que dê tudo certo", disse Sanchez, que já tem prontas as bases do contrato com Tite. O gaúcho deve assinar até dezembro do próximo ano, com baixa multa rescisória, um pedido do Corinthians.

Essa será a segunda passagem de Tite pelo Corinthians. Ele foi contratado pela primeira vez em maio de 2004, quando tirou o time da zona de rebaixamento e o colocou na quinta colocação no Campeonato Brasileiro. No ano seguinte, porém, não resistiu a uma briga com Kian Joorabchian, representante da MSI, então parceira do clube, após uma derrota para o São Paulo, pelo Campeonato Paulista, em fevereiro e, pediu demissão.

Tite será o substituto de Adílson Batista, que deixou o cargo após a derrota por 4 a 3 para o Atlético-GO, no último domingo. Nos dois últimos jogos, o time foi dirigido pelo auxiliar-técnico Fábio Carille.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansAndrés SanchezTite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.