Divulgação
Divulgação

Tite pede que torcida do Corinthians não vaie o flamenguista Guerrero

Saída do jogador do alvinegro para o Fla gerou polêmica

RAPHAEL RAMOS, O Estado de S. Paulo

23 de outubro de 2015 | 19h25

No reencontro de Guerrero com a torcida do Corinthians, domingo, no Itaquerão, o técnico Tite pede que o peruano, agora no Flamengo, não seja vaiado. Para o treinador, o mais importante é os torcedores apoiarem os jogadores do Corinthians, e não criticarem Guerrero.

"Ele, enquanto profissional, tem uma história linda no Corinthians e merece todo o meu respeito. Se eu fosse torcedor, não o vaiaria. Apoiaria os jogadores do Corinthians. O corintiano vive de Corinthians. Temos de ser melhores do que o Flamengo. Guerrero fez sua escolha, não sei as circunstâncias", disse o treinador.

Apesar dos elogios ao peruano, Tite não escalará ninguém para marcar individualmente o atacante no domingo. "Guerrero é homem-gol e tem grande capacidade de finalização, mas marcamos por setor. Não fazemos marcação homem a homem", avisou.

Também estava previsto para domingo o retorno de Emerson ao Itaquerão. O atacante, no entanto, foi suspenso pelo STJD na última quinta-feira, e está fora da partida. Tite comemorou a ausência do ex-corintiano.

"Não sei se é melhor ou pior para o Flamengo, mas eu, particularmente, não queria jogar contra o Emerson", disse. "Ele é um dos jogadores que mais têm força mental e nível de concentração."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.