Tite reclama da arbitragem após empate do Corinthians

SÃO PAULO - Uma semana depois do polêmico pênalti sobre Ronaldo, que resultou na vitória do Corinthians contra o Cruzeiro, foi a vez do técnico Tite esbravejar com a arbitragem neste domingo. Para ele, Carlos Eugênio Simon não poderia ter marcado o pênalti que culminou no gol de empate do Vitória.

AE, Agência Estado

21 de novembro de 2010 | 20h59

Veja também:

link JOGO - Leia como foi Vitória 1x1 Corinthians

"Uma pena, pois só um time jogou na primeira etapa. Falando como preparador físico: a bola bate na perna, depois na mão, numa velocidade que não dá para ter uma intencionalidade. Lastimo, pois é um baita árbitro, que eu admiro e que vai para casa e sei o que vai acontecer, pois tem consciência", afirmou Tite.

"Estou chateado, não pela arbitragem, mas por tudo. O que eles sofrem é algo desumano e até o maior do Brasil não fica imune a isso", acrescentou o técnico. "Infelizmente porque ecoa muito forte, pipoca muita coisa semana toda. Não quero privilégio, quero igualdade. Pena o árbitro ficar exposto à pressão, ele não consegue ficar tranquilo bombado por todos os lados. Isso incomoda".

Após o desabafo, Tite convocou a torcida para encher o Pacaembu no próximo domingo, contra o Vasco. "Peço ao torcedor para nos apoiar, pois sei que ele vai nos dar carinho, o corintiano é diferente, apoia muito mais no momento difícil", apostou o técnico. O Corinthians perdeu a liderança do Brasileirão para o Fluminense após o empate deste domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.