Tite reclama da arbitragem por pênalti não marcado

Tite reconheceu que a Ponte Preta soube neutralizar o Corinthians em boa parte do jogo no Pacaembu, que terminou empatado por 1 a 1, mas não poupou criticas ao árbitro do jogo, o paulista Rodrigo Braghetto. O técnico viu pênalti em um lance em que Romarinho caiu na área no segundo tempo.

VÍTOR MARQUES, Agência Estado

12 de setembro de 2012 | 23h25

"Não queria falar sobre isso (arbitragem), mas o pênalti foi muito claro. Não precisa marcar os que não são, mas eu quero os que são", disse o treinador corintiano. "O Romarinho dominou a bola, foi derrubado. A bola sobro para o Giovanni, mas não tem vantagem em pênalti".

Tite reclamou até de pênaltis que, segundo ele, não foram marcados em outras partidas. "Teve também um pênalti contra o Bahia, contra o Grêmio, contra o São Paulo", enumerou.

Emerson, autor do gol de empate, aproveitou para mandar um recado ao STJD - ele será julgado porque foi expulso contra o Atlético Mineiro e depois xingou o árbitro carioca Péricles Pegado Bassols Cortez. "Reconheço o erro, mas não adianta só o jogador ser punido e tudo continuar a bagunça que está". O atacante corintiano pode penar até 21 jogos de gancho.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoCorinthiansTite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.