Miguel Schincariol/ AFP
Miguel Schincariol/ AFP

Tite revive drama de Dunga e corta Douglas Costa

Técnico tem de alterar lista e chama Taison; antecessor também teve de mudar todas as suas convocações iniciais

O Estado de S.Paulo

22 de setembro de 2016 | 07h00

Douglas Costa ficará mais uma vez fora da seleção por contusão. Ele foi cortado ontem pelo técnico Tite dos jogos contra Bolívia e Venezuela, em 6 de 11 de outubro, respectivamente, por ter sofrido uma lesão muscular na coxa direita sábado, jogando pelo Bayern de Munique. Taison, do Shakhtar Donetsk, foi chamado. Com o corte, Tite revive um drama comum na época de seu antecessor, Dunga: o de ter de mudar o grupo original de convocados por causa de contusões.

Dunga treinou a seleção em sua segunda passagem por quase dois anos, de 22 de julho de 2014 a 14 de junho de 2016. Em todas as convocações feitas nesse período, para amistosos e torneios oficiais, teve de alterar a lista inicial, por causa de algum jogador machucado.

Essa “maldição’’, aliás, atingiu Tite nas duas convocações que fez até agora. Na primeira lista, elaborada para os jogos de setembro contra Equador (3 a 0) e Colômbia (2 a 1), precisou trocar o zagueiro Rodrigo Caio, do São Paulo – sofreu estiramento no músculo adutor da coxa direita –, por Pedro Geromel, do Grêmio.

Douglas Costa estaria naquela lista de Tite se não estivesse machucado à época. O atacante havia sofrido também uma lesão muscular no último jogo pelo Bayern de Munique na temporada passada, mas na coxa esquerda, e estava em processo de recuperação.

Aquela lesão de Douglas Costa prejudicou igualmente Dunga. O atacante foi um dos cinco jogadores cortados por contusão do grupo que em junho disputou e fracassou, sendo eliminado ainda na primeira fase, a Copa América Centenário. O vexame teve como consequência a demissão de Dunga.

Além de Douglas Costa, o treinador foi obrigado a cortar naquela ocasião o goleiro Ederson, os meio-campistas Kaká e Rafinha Alcântara e o atacante Ricardo Oliveira, todos por contusão. Foi um recorde. Dunga ainda perderia o volante Luiz Gustavo, que pediu dispensa por problemas particulares.

Agora, Tite correu risco também de perder Roberto Firmino, que se machucou recentemente jogando pelo Liverpool. Entretanto, a contusão do atacante foi leve e ele está atuando normalmente pelo time inglês.

Mas Firmino havia desfalcado a seleção brasileira nas partidas de março pelas Eliminatórias contra Uruguai e Paraguai. Ele deu lugar a Jonas por causa de uma lesão. Detalhe: na época Firmino já havia sido chamado por Dunga para substituir Kaká, que fazia parte da lista original para aqueles jogos, mas foi retirado por contusão.

Até mesmo a seleção olímpica treinada por Rogério Micale sofreu com o drama de cortar jogador por contusão: o goleiro Fernando Prass machucou o cotovelo durante os treinamentos e teve de ser dispensado do grupo que conquistaria a medalha de ouro nos Jogos do Rio. Weverton foi chamado.

CORTES NA SELEÇÃO EM 2016

Jogos com Uruguai e Paraguai 

Kaká e Roberto Firmino - Jonas foi chamado

Copa América Centenário

Ricardo Oliveira, Ederson, Rafinha Alcântara, Kaká e Douglas Costa

Foram chamados Jonas, Marcelo Grohe, Lucas Moura, Ganso (Kaká substituíra Douglas Costa); Luiz Gustavo pediu

dispensa alegando problemas particulares e entrou Walace

Jogos com Equador e Colômbia

Rodrigo Caio - chamado Pedro Geromel

Jogos com Bolívia e Venezuela 

Douglas Costa - chamado Taison

Seleção olímpica

Fernando Prass - chamado Weverto

PROGRAMAÇÃO

A seleção brasileira se apresentará entre domingo e segunda-feira, 2 e 3 de outubro, para os jogos eliminatórios. O palmeirense Gabriel Jesus só se junta ao grupo na terça-feira, após defender seu time na noite do dia anterior contra o Santa Cruz, no Recife. A partida contra a Bolívia, na Arena das Dunas, em Natal, será na quinta-feira, dia 6. A viagem para a Venezuela será apenas no domingo, antevéspera do jogo com a Venezuela, em Merida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.