Vanderlei Almeida/AFP
Vanderlei Almeida/AFP

Tite se diz surpreso com o rendimento da seleção brasileira

'Vou demorar para dormir. Estou com adrenalina a mil', disse o técnico após a partida

Ciro Campos, enviado especial a Natal, O Estado de S. Paulo

07 Outubro 2016 | 07h00

Até o técnico Tite disse estar surpreso com o rendimento positivo da seleção brasileira após ter assumido o cargo. Na madrugada desta quinta-feira, depois de ver a equipe golear a Bolívia por 5 a 0 em Natal, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, o comandante admitiu que nem nas expectativas mais otimistas esperava que tanto as atuações como a resposta da torcida fossem tão positivas.

No segundo tempo da partida da Arena das Dunas, por exemplo, a torcida chegou a cantar o nome dele. "Estou com a adrenalina a mil. Vou demorar para dormir. Eu não esperava estar tão bem. O quanto a gente da comissão técnica trabalhou, o quanto foi difícil ajustar a equipe para estar limpa hoje....Tive que encontrar as posições, as funções onde cada jogador atua em seus clubes para não ficar como professor Pardal", afirmou. 

Em três partidas no cargo, foram três vitórias dele. O Brasil saltou do sexto para o segundo lugar nas Eliminatórias e agora desfruta da tranquilidade, do feito de ter o melhor ataque e da comodidade por ter reconquistado o apoio titular. As 30 mil pessoas na Arena das Dunas cantaram o nome do treinador, fora os gritos de "olé".

"Eu tive o nome cantado. Devemos ter a realidade dos fatos, nem ser falso humilde, nem ostentar. Temos que ficar felizes com a atuação", disse o treinador, que ressaltou a seriedade do grupo mesmo com a vitória por 4 a 0 construída ainda no primeiro tempo. "Eu queria que eles mantivessem o respeito, não ficar tocando para o lado e virando o resto. Mantivemos o estilo ofensivo no segundo tempo, criamos chances", explicou. 

Tite afirmou que o trabalho dos auxiliares e a conversa com os técnicos dos times em que os jogadores atuam permitiu a montagem de uma equipe forte e competitiva, mas que não terá Neymar na próxima rodada. O atacante do Barcelona vai cumprir suspensão e está fora do jogo com a Venezuela, na terça, em Mérida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.