Divulgação
Divulgação

Tite tenta explicar falhas ofensivas em empate do Corinthians

Técnico diz que não percebeu insatisfação de Love em substituição

O Estado de S. Paulo

26 de julho de 2015 | 19h12

O ataque do Corinthians novamente deu dores de cabeça para Tite. Após o empate contra o Coritiba por 1 a 1, o treinador teve não apenas que tentar explicar as dificuldades ofensivas, mas também uma possível insatisfação de Vagner Love após ser substituído por Danilo.  

"Não tive essa percepção. Não costumo conversar depois do jogo, não tive conversa com ele", afirmou Tite. O atacante  deu lugar para Danilo já aos 43 do segundo tempo. Malcom, seu parceiro de ataque, também foi substituído por Rildo. A última alteração de Tite foi a entrada de Ralf no lugar de Renato Augusto, quando ainda o Corinthians vencia por 1 a 0.

A diretoria do Corintians, por sua vez, demonstra insatisfação com o atual poder ofensivo da equipe. Houve uma fracassada tentativa para trazer Teo Gutiérrez, atacante do River Plate. A bola da vez seria Jonathas, do Elche, e que marcou 14 gols no último Campeonato Espanhol.  

"A equipe ainda está se montando, principalmente no potencial ofensivo. Ela está na busca desse processo", disse o treinador."O sentimento é de derrota, mesmo jogando aqui, mas a circunstância faz isso.Eles precisam ter maturidade. A equipe precisa saber absorver esse momento. Vai acontecer, é inevitável", encerrou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.