Chico Ferreira/Futura Press
Chico Ferreira/Futura Press

Tite testa 'operação abafa' para jogo decisivo na quarta

Corinthians precisa tirar vantagem de 2 gols do Guaraní em Itaquera

VÍTOR MARQUES, O Estado de S. Paulo

11 de maio de 2015 | 17h14

Tite testou uma formação ousada para o jogo contra o Guaraní, na quarta-feira, pela Copa Libertadores. O técnico do Corinthians montou um esquema sem primeiro volante para dar força ao ataque e implementar uma "operação abafa". O meia Danilo, assim, ganhou a vaga do volante Ralf.

A formação ofensiva pode ser usada no decorrer do jogo, caso a equipe encontre dificuldade para obter a vantagem por três gols de diferença para avançar às quartas de final. O Guaraní, com a vantagem de ter vencido por 2 a 0 em Assunção, deve montar uma retranca no Itaquerão.

O sistema tático pró-ataque só foi usado na segunda parte do treinamento. Primeiro, Tite manteve o meio-campo com Ralf, Elias, Jadson e Renato Augusto. O ataque foi formado por Guerrero e Mendoza, que ganhou a vaga de Emerson, suspenso pela Conmebol.

Será com este meio-campo e ataque que o Corinthians iniciará o jogo nesta quarta-feira. A entrada de Danilo, como foi visto no treinamento, viraria opção para o segundo tempo.

O time titular treinou com bola nesta segunda-feira porque não jogaram contra o Cruzeiro, domingo, na estreia do Campeonato Brasileiro (vitória por 1 a 0). Nesta terça, Tite terá chance de realizar mais um treino. A atividade está marcada para o Itaquerão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansTite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.