Ernesto Rodrigues/AE
Ernesto Rodrigues/AE

Tite vê vaga do Corinthians merecida, mas diz que 'ainda é pouco'

Técnico ambiciona título inédito da Copa Libertadores e aguarda adversário na final

Fábio Hecico, Agência Estado

21 de junho de 2012 | 08h32

SÃO PAULO - Satisfeito e com sentimento de quero mais. Assim o técnico Tite apareceu para uma demorada e descontraída entrevista após o empate por 1 a 1 com o Santos, na última quarta-feira, e a classificação à final da Libertadores. Com a vaga assegurada, o treinador fez uma análise da semifinal e garantiu que o Corinthians mereceu chegar à decisão.

"O time mereceu em 180 minutos. Ainda é pouco para a história, para nossas ambições, mas vale muito e está registrado pela qualidade que o grupo, essa equipe tem", afirmou, não aceitando que ninguém desmereça as apresentações de seu grupo.

Responsável por uma mudança tática que mudou o rumo da partida, com o deslocamento de Danilo para a beirada e a entrada de Liedson no meio, no intervalo, ele tampouco preferiu colher os méritos sozinho.

"Fico contente em proporcionar a alegria aos outros. Dividir me deixa ainda mais feliz. E também por outra coisa: não tem vencer a qualquer custo, dando porrada e o que não seja do jogo. Corinthians mereceu classificar contra o extraordinário time campeão da Libertadores do ano passado. Mereceu em 180 minutos", repetiu.

O treinador, após a partida, disse que ia tomar uma "caipirinha gigante" com a mulher, Rose, e o filho Matheus. Ao acordar esta manhã sua missão seria ver a alegria do torcedor, do time e curtir a classificação.

À tarde ele comanda um treino para os reservas e à noite ficará na frente da televisão acompanhando quem será o adversário da final: Boca Juniors ou Universidad de Chile, a quem garante não ter preferência. E, mesmo com o placar de 2 a 0 para o Boca no primeiro jogo, Tite não acredita em vantagem argentina no Chile.

"Está em aberto. A La U reverteu um placar que achei que seria difícil contra o Deportivo Quito (nas oitavas de final) depois de um 4 a 1 (fez 6 a 0). E a equipe está junta há muito tempo", alertou. "É uma escola de triangulação, de troca de passes. O Boca é equipe sólida, consistente, cascuda, experiente, rodada, que a bola não queima no pé, fria para disputar uma competição desta grandeza", avaliou. "São escolas diferentes, uma clássica e outra de triangulação. Teremos de jogar com a mentalidade de que precisamos ser fortes."

O comandante corintiano não quis rebater comentários dos santistas, nem mesmo a torcida de Neymar por sua equipe na final, para evitar possível ar de deboche. Elogiou a postura do time e falou que muita gente vai namorar mais tranquilo após o triunfo corintiano. Até mesmo ele, que merece.

RESUMO DO JOGO

O Corinthians foi valente, jogou com o regulamento debaixo do braço e desbancou o Santos, dos badalados Neymar e Ganso, e agora vai para a sua primeira final de Libertadores. Pouco mais de 37 mil torcedores viram no Pacaembu o empate de 1 a 1. Neymar fez para o Santos. Danilo marcou para o Corinthians. Na Vila, semana passada, o Corinthians ganhou por 1 a 0. O jogo desta quarta foi feio, com as equipes tensas e errando passes. Nesta quinta, Boca Juniors e Universidad do Chile decidem quem será o adversário do Corinthians. O Boca ganhou o primeiro jogo por 2 a 0.

CORINTHIANS 1 x 1 SANTOS

CORINTHIANS - Cássio; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Alex e Danilo; Willian (Liedson) e Jorge Henrique. Técnico: Tite.

SANTOS - Rafael; Henrique, Edu Dracena, Durval e Juan (Léo); Adriano (Elano), Arouca e Paulo Henrique Ganso; Alan Kardec, Neymar e Borges (Dimba). Técnico: Muricy Ramalho.

GOLS - Neymar, aos 35 minutos do primeiro tempo; Danilo, aos 2 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Leandro Pedro Vuaden (Fifa/RS).

RENDA - R$ 2.599.702,50.

PÚBLICO - 37.978 pessoas.

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).  

MINUTO A MINUTO

SEGUNDO TEMPO

48min - Acabou... O Corinthians é finalista da Libertadores. O Pacaembu explode em alegria. Os jogadores se abraçam. O torcedor chora. O Corinthians nunca foi tão longe na competição sul-americana.

44min - O juiz deu 2 minutos de acréscimo. Deu mais 1 agora. Serão três, portanto.

43min - A festa corintiana é tímida. Se mantiver esse empate, o Corinthians vai para a final da Libertadores pela primeira vez em sua história. Jogará com o finalista de Boca Juniors e Universidad do Chile. O Boca fez 2 a 0 no primeiro jogo.

40min - O Santos pressiona e o Corinthians responde nos contra-ataques, cavando a falta para parar o jogo. Os torcedores do Corinthians cantam, tensos.

38min - O público no Pacaembu é de 37.978 pagantes, para uma renda de R$ 2.599.702,50.

35min - Neymar e Ganso, os dois melhores jogadores do Brasil, jogam mal.  

33min - Nenhuma das duas equipes está merecendo ganhar o jogo. O Santos teve apenas a bola do gol do Neymar, quase não criou no segundo tempo. O Corinthians também não joga para vencer, até porque o empate lhe serve. Muricy manda Dimba a campo no lugar de Borges.

30min - Alex enche o pé para defesa de Rafael. Boa jogada do Corinthians.

29min - Léo entra no Lugar de Juan. E Elano, na vaga de Adriano.

28min - Neymar está sumido. Mesmo assim é o único que tenta alguma coisa. Borges e Kardec quase não aparecem. Ganso está fora de jogo. Muricy prepara a entrada de Elano, e também de Léo.

26min - O Santos erra muito na frente. Muricy pede calma para seus jogadores. Há muitos erros de passes na entrada da área do Corinthians.

22min - Paulinho acerta a trave, mas ele estava impedido. Foi uma jogada rápida do Corinthians pela direita, com Alex.

20min - O jogo é feio.

17min - Juan, o lateral-esquerdo do Santos, está liberado para atacar. Pena que lhe falta qualidade na frente.

14min - Durval faz lançamento péssimo para Juan. Isso mostra o nervosismo do Santos em campo. A bola parece queimar nos pés dos jogadores. O jogo é tenso. E de poucas jogadas ofensivas de qualidade.

13min - O Santos não consegue sair com a bola. Arouca erra passe e perde mais uma chance.

12min - O juiz dá uma dura em Chicão e Borges.

10min - O Corinthians volta para sua posição de marcação atrás da linha da bola. Chove forte no Pacaembu.

7min - O Santos terá de ir pra cima. Ganso joga mal. O Corinthians volta a se valer dos contra-ataques. Adriano cobra demora do gandula, e o derruba. O jogo para.

5min - O empate classifica o Corinthians. O Santos precisa vencer para ir para a final da Libertadores. Não haverá mais pênaltis no Pacaembu.

2min - GOOOOLLLLLL DO CORINTHIANS, de Danilo: 1 a 1. Alex levanta a bola na área, ela passa por todo mundo e cai nos pés de Danilo, que domina e toca tranquilamente para o gol. Quem sofreu a falta foi Liedson.

1min - Começou. O Corinthians muda: Liedson entra no lugar de Willian. A vitória do Santos por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis. O empate é do Corinthians.

INTERVALO

FRASES

Danilo: "O jogo foi isso. Marcamos forte e saímos nos contra-ataques e até tivemos algumas chances. Não está nada perdido. Temos de voltar e buscar o nosso gol."

Arouca: "Entramos determinados a fazer o primeiro gol. Conseguimos. Temos de voltar pensando agora em jogar melhor e fazer o segundo gol."

PRIMEIRO TEMPO

45min - Bola levantada na área do Santos que Jorge Henrique cabeceia para boa defesa de Rafael. Acabou.

43min - Ralf pega rebote e manda a bola longe. 

42min - O Santos responde e volta para a área do Corinthians. Muricy mandou o time atacar.

40min - O gol do Santos leva a decisão para os pênaltis porque o Corinthians ganhou na Vila por 1 a 0, semana passada. O gol também fez o Corinthians sair para o jogo.

35min - GOOOOOLLLLLLLLL DO SANTOS, de Neymar: 1 a 0. O atacante começa e fecha a jogada, dentro da rede de Cássio. Alan Kardec abre pela direita e cruza. Borges desvia e acerta a trave, onde estava Neymar, que só cutuca. Foi o 23º gol dele na temporada. 

34min - Está claro que o Corinthians não tem ataque. Todos os homens de frente e do meio ajudam na marcação. Alguns fazem somente isso.

30min - Juan conclui boa jogada de Kardec pela direita. Cássio faz a defesa.

28min - Jorge Henrique deu susto na zagfa santista e Adriano quase entrega o ouro. O jogo fica um pouco mais franco. Ganso e Arouca ganham espaço.

25min - Todas as bolas que o Santos levanta na área vão para as mãos de Cássio.

24min - O Santos para na marcação do Corinthians. Neymar tenta alguma coisa, mas também não conseguiu nada até agora.

23min - Embora o Corinthians fique menos com a bola, é mais perigoso nesse momento. Alan Kardec e Borges não tocam na bola. E Kardec na direita não está funcionando no Santos.

20min - Alex cobrou e Rafael fez ótima defesa. Mas a bola ia para fora. Bom momento do Corinthians. Levantou a torcida no Pacaembu.

19min - O jogo é truncado. O Corinthians tem boa falta na entrada da área. Perigosa...

15min - A marcação do Corinthians é muito boa. Não há espaço sequer para que os santistas se virem em direção ao gol. O ataque formado por Neymar, Borges e Alan Kardec, montado por Muricy, ainda não funcionou. Ganso não tem espaço para armar nada.

13min - O Santos toca a bola em seu campo. Já percebeu que o Corinthians está ligado e esperto nos contra-ataques.

11min - Na jogada errada do Santos na frente, o Corinthians puxa o primeiro contra-ataque com perigo. A torcida se levanta, mas a bola para nas mãos de Rafael, fácil.

10min - O Corinthians marca bem. Deixa a defesa santista fazer os lançamentos. Castán fez falta em Alan Kardec, que joga na direita. Foi a sexta falta do jogo. O Santos vai levantar na área. Nada.

7min - Tite já pediu para que seus jogadores saiam da defesa. O Santos pressiona e o Corinthians não responde. Tite está preocupado com esta postura. O Corinthians não precisa fazer gol, mas é temerário deixar o rival atacar e tomar conta do jogo.

4min - Neymar cobra mal falta e Cássio pega fácil. O Corinthians ainda não atacou. O Santos tem a bola por mais tempo nos pés. 

3min - O Corinthians, quando não está com a bola, volta todo para seu campo de marcação. O Santos demonstra não ter pressa para atacar. Toca de um lado para o outro.

1min - Começou...

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.